Descubra como o VPL pode ajudar nos investimentos da empresa

Finanças
VPL

Tomar decisões estratégicas é a parte mais delicada de um negócio. Ao optar por um investimento, você abre mão de outra oportunidade. Como decidir, então, qual o caminho mais seguro e rentável? É aí que entra o VPL.

Ele é um método de cálculo de viabilidade de investimentos, muito útil para ajudar você, dando um norte para sua tomada de decisão. A ideia por trás desse conceito é trazer o retorno futuro de um investimento para o presente, avaliando-o segundo o cenário atual. Isso dá mais clareza à avaliação do retorno do capital investido.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é o VPL, como ele pode ser útil para sua empresa, além de aprender a calculá-lo. Vamos lá?

O que é VPL?

O Valor Presente Líquido, ou simplesmente VPL, é um indicador financeiro que serve para avaliar, olhando os valores presentes, o fluxo de caixa de um possível investimento, com base na comparação das futuras entradas e saídas de recursos com o valor inicialmente investido.

Ele tem grande importância na hora de estimar quanto de valor um investimento pode agregar ao seu negócio, observando o comportamento do dinheiro ao longo do tempo. Assim, você terá uma estimativa mais segura do retorno real dos projetos e aplicações nos quais pretende investir.

Quando você decide fazer um investimento, geralmente observa as taxas de juros para avaliar o retorno, pensando no lucro que a aplicação vai trazer, correto? Mas não podemos esquecer que o dinheiro de hoje será diferente daquele do futuro, que provavelmente estará valendo menos.

O dinheiro perde seu poder de compra no decorrer do tempo, especialmente em cenários de inflação. Isso significa que os investimentos realmente rentáveis serão aqueles capazes de compensar a perda de valor que o dinheiro terá no período.

Por que calcular o VPL?

Qualquer aplicação que você escolher para seu dinheiro implicará em abrir mão de outras opções de negócios — é o que chamamos de custo de oportunidade.

Retirar o dinheiro disponível e comprometê-lo em um projeto é uma decisão importante, principalmente porque o valor ficará retido e não fará mais parte do seu capital de giro por algum tempo.

Por isso, é imprescindível saber se o investimento escolhido é viável, antes mesmo de garantir que seja rentável. Isso diz respeito à segurança dessa escolha.

Qual a importância do VPL para uma empresa?

Um empresário lida com inúmeras tomadas de decisões todos os dias. Ao escolher aplicações bancárias, contratar novos serviços, desenvolver novos produtos ou ampliar seu alcance de mercado. Essas sempre são apostas arriscadas, por isso é preciso calcular o grau de risco envolvido em cada uma das opções.

Ao se ver diante dessas opções, você deve ter uma ideia da Taxa Mínima de Atratividade (TMA), ou seja: o menor valor de retorno que tornará um determinado investimento atrativo.

Com esse conceito claro e definido, você utilizará o VPL para definir com exatidão a melhor opção de aplicação da sua receita. Ele ajudará a perceber claramente as opções mais viáveis, mais rentáveis e os possíveis riscos envolvidos.

Outro ponto positivo do uso do VPL é a visibilidade do ganho real, pois ele leva em conta a valorização do capital investido, o tempo e os juros/retornos recebíveis. Assim, fica mais fácil fazer a comparação com outros tipos de investimentos.

Mas, como o VPL faz isso? Ele traz para o presente os fluxos de caixa — ou seja, as entradas e saídas de recursos financeiros — e retira o investimento inicial. É um somatório de todos esses valores, mas com base no presente (“quanto essa entrada futura representa, em valores atuais?”).

Assim, você ajusta o risco de um investimento e contabiliza o valor do dinheiro no tempo, descontando os fluxos de caixa.

Ao aplicar esse conceito de forma correta, um empresário fica mais preparado e confiante para realizar seus projetos e escolher estratégias mais eficazes de investimento. Por isso, o VPL também é um grande aliado no planejamento de qualquer negócio, que dará alicerces para um crescimento saudável e seguro.

Como calcular o VPL?

Para fazer esse cálculo, você precisará das seguintes informações:

  • TMA — a Taxa Mínima de Atratividade, que é o menor percentual para tornar esse projeto interessante. Ela será usada como taxa de desconto na fórmula;
  • FC — o Fluxo de Caixa, ou seja, a previsão de entradas a cada período;
  • j — o período dos fluxos de caixa, ou seja, meses, anos, dias etc.

A fórmula é um somatório que atualiza cada um dos valores previstos no fluxo de caixa, subtraindo-os do investimento inicial. Ela é representada por:

VPL = FC0/(1+TMA)0 + FC1/(1+TMA)1 + … FCn/(1+TMA)n] – Investimento Inicial

Quer um exemplo? Imagine um investimento com custo de aplicação inicial de R$ 15 mil, que retornará um fluxo de caixa de R$ 3,5 mil durante 5 anos. A TMA definida para que ele seja interessante será de 4% ao ano.

Assim, colocando as saídas em valores negativos e as entradas em valores positivos, você terá o seguinte esquema de cálculo:

VPL = [3500/(1+0,04)0 + 3500/(1+0,04)1 + 3500/(1+0,04)2 + 3500/(1+0,04)3 + 3500/(1+0,04)4 + 3500/(1+0,04)5] – 15.000

Ao fazer o cálculo, teremos:

VPL = (3.365,38 + 3.235,95 + 3.111,49 + 2.991,81 + 2.876,74) – 15.000

VPL = 581,38

Você pode realizar esse cálculo por meio de uma planilha de Excel, em aplicativos disponíveis para smartphones e até na calculadora financeira, desde que conheça a fórmula. O importante é saber interpretar os resultados.

Um VPL positivo indica condições favoráveis para o negócio, com receitas superando as despesas, e com rentabilidade superior à mínima para tornar esse investimento uma opção atrativa.

Já um VPL negativo significa que as despesas foram maiores que as receitas, ou seja, não é um negócio viável. Essa aplicação não oferece boa rentabilidade e provavelmente resultará em prejuízos.

E o VPL neutro? Nesse caso, o investimento não vai trazer nenhum rendimento no período nem gerará perdas. Aqui, é o investidor que decide se assume o risco de seguir ou desistir dessa operação, que pode trazer riscos futuros ao fluxo de caixa.

Assim, qual a interpretação para o resultado que encontramos? A uma TMA de 4%, esse investimento é viável, pois resulta num VPL positivo.

O VPL é uma ferramenta de gestão financeira segura e confiável de avaliação de viabilidade de investimentos, pois destaca o ponto de vista econômico daquela opção de negócio. Portanto, vale a pena recorrer a ele para embasar sua tomada de decisão, pensando sempre no melhor retorno financeiro para sua empresa.

Quer receber mais dicas sobre investimentos e boas estratégias de negócio? Assine nossa newsletter e receba conteúdos especialmente feitos para você!

Publicada em 14/07/2022 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: