6 dicas para reduzir riscos e vender com segurança

Gestão
vender com segurança

O processo de vendas, sobretudo quando envolve a concessão de crédito e o pagamento a prazo, reserva uma série de riscos para o empresário. Apesar de facilitar e estimular as vendas ao cliente e ainda elevar o faturamento do negócio, quando não se toma as devidas precauções para vender com segurança, há sempre o risco de rupturas no caixa em razão da inadimplência, fraudes em documentos e outros problemas.

No entanto, é possível otimizar as negociações e vender com mais cautela e segurança, tornando o processo mais estruturado e transparente para o negócio. Para isso, é necessário adotar algumas medidas preventivas, como as que listamos para você neste artigo.

Então, quer saber como vender mais e melhor? Preparamos este conteúdo para ajudar você e o seu negócio a vender com segurança e evitar os temidos calotes. Acompanhe!

Os riscos comuns no processo de vendas

Aumentar as vendas sem riscos de calotes é o objetivo de qualquer empresa que atue no mercado. No entanto, em um cenário em que as fraudes são ocorrências comuns no dia a dia dos negócios, não é tão simples eliminar esses problemas. Atualmente, os riscos fazem parte da realidade das empresas, de modo que eles precisam ser mensurados, para que o negócio não opere de forma totalmente deliberada e sofra grandes prejuízos.

Nesse contexto, um dos principais percalços dos empreendimentos é a inadimplência em vendas. Quando atinge níveis muito elevados, esse problema pode afetar significativamente o caixa da empresa, inviabilizando o pagamento de despesas e gerando todo um cenário de desorganização financeira altamente prejudicial. Além disso, vale lembrar dos riscos operacionais, ligados diretamente com o ato de compra e venda, como as fraudes no uso de cartões de crédito, cheques sem fundo e fraudes envolvendo documentos e dados do comprador.

 6 dicas para reduzir riscos e vender com segurança

1. Invista em segurança digital

Atualmente, os riscos estão presentes nos diferentes formatos de vendas utilizados pelas empresas. Quem negocia online, por exemplo, pode ser alvo de fraudes com cartões de crédito, assim como de golpes envolvendo falsidade na identidade do comprador. Por outro lado, no processo de vendas presencial, há o risco da falsificação de cédulas e uso de documentos falsos e/ou de terceiros.

Nesse cenário, a tecnologia é uma das principais aliadas dos negócios. Hoje, dispositivos, softwares e soluções informatizadas dão suporte ao empresário, aumentando o rigor e a segurança no processo de vendas. Nesse sentido, sistemas oferecem dados concretos do comprador, ajudando a empresa a conhecer melhor seus clientes. Da mesma forma, equipamentos auxiliam na verificação de cédulas, reduzindo a ocorrência desse tipo de fraude.

Por isso, independentemente do formato de vendas mais utilizado pelo negócio, é fundamental investir em segurança digital, apostando em ferramentas e soluções capazes de cruzar dados do mercado e oferecer uma avaliação mais segura sobre o cliente, por exemplo.

2. Conheça o seu cliente

Uma das medidas mais importantes para vender com segurança é conhecer bem o seu cliente. É fundamental ter um suporte informativo sobre as pessoas com as quais a empresa negocia, sobretudo aquelas que fazem compras a prazo, já que nesse tipo de venda os riscos são ainda maiores.

Hoje, o mercado oferece uma série de soluções capazes de aprofundar o nível de conhecimento das empresas sobre os seus clientes. Ferramentas baseadas em bancos de dados, por exemplo, oferecem informações financeiras, dados pessoais e outros caracteres importantes para que as equipes de vendas consigam negociar e decidir com mais segurança sobre a concessão de crédito e fechamento de uma venda.

3. Confirme os dados dos clientes

Uma grande quantidade de fraudes em vendas está associada à falsidade das informações fornecidas por consumidores no ato da compra. Desde documentos falsos, até dados inverídicos sobre o perfil financeiro, por exemplo, são situações corriqueiras no mercado. Por essa razão, contar com uma ferramenta de confirmação de dados dos clientes é uma medida que contribui diretamente com a segurança nas vendas.

Com os meios digitais, cruzar dados de consumidores e empresas se tornou algo simples e ágil. Empresas especializadas nesse tipo de atividade, como a Serasa Experian, oferecem um suporte informativo confiável e extremamente amplo. Com isso, confirmar dados cadastrais e outras informações se torna muito mais fácil.

4. Desenvolva uma política de crédito

A concessão de crédito é, sem dúvida, um dos pontos mais sensíveis em uma empresa quando o assunto envolve riscos financeiros. Quando não existe um suporte informativo robusto e confiável por trás das decisões de crédito, as fragilidades aumentam, abrindo margem para problemas graves, como a inadimplência e as fraudes.

Como nenhuma empresa deseja passar por esse tipo de situação, é muito importante que se desenvolva uma política de crédito consistente, com regras pré-determinadas sobre o que é necessário para se conceder crédito ou não a um cliente.

Por exemplo, é indispensável mensurar os riscos, baseado em informações financeiras do mercado, score de crédito e histórico. Com isso, consegue-se ajustar limites de crédito, prazos de pagamento, taxas de juros, garantias e, assim, vender com mais segurança.

5. Alinhe processos da empresa

Quando se fala em processo de vendas, traz a ideia de um conjunto de ações que são realizadas com o objetivo de concretizar a venda. Na realidade, é exatamente isso que acontece: diferentes profissionais e setores atuando em conjunto para que a negociação seja concretizada.

Sabendo disso, é muito importante que todos os processos envolvidos nas vendas da empresa estejam em sinergia. Ou seja, o rigor, o compliance e as boas práticas devem fazer parte das atividades de todos os setores.

Assim, se o objetivo do negócio é vender com segurança, é necessário que todos reforcem esse ideal, desempenhando seus papéis de forma a contribuir com isso. De nada adianta o vendedor solicitar todas as informações de um cliente, se o setor financeiro não realizar a análise de crédito com atenção e utilizando os dados corretos.

Se isso ocorre, os riscos ainda permanecerão presentes. Por isso, é fundamental que todos os processos e profissionais da empresa estejam alinhados com as políticas de crédito e, mais do que isso, contribuam para que as vendas sejam realizadas com segurança.

6. Treine sua equipe

Seguindo a ideia do tópico anterior, processos e profissionais mais alinhados dependem diretamente dos treinamentos oferecidos pela empresa. Como os recursos humanos, via de regra, estão à frente dos processos de vendas, é muito importante que cada membro saiba como proceder, conheça os riscos das operações e esteja preparado para lidar com dados e informações.

Negligenciar o papel das equipes nas vendas, na prática, cria uma série de entraves nos processos, pois abre-se margem para que erros e prejuízos ocorram. Assim, treine suas equipes de forma efetiva, instruindo-as de acordo com as funções executadas e com os quais elas lidam diariamente.

Ferramentas da Serasa Experian para garantir a segurança das vendas

Por fim, quando o objetivo da empresa é vender com segurança, a Serasa Experian é a parceira número um dos negócios. Com uma gama de soluções e ferramentas de suporte às decisões de crédito, auxilia equipes de vendas, gestores e líderes a tomarem as decisões de forma muito mais precisa e segura, contribuindo diretamente com o sucesso das vendas.

Hoje, a Serasa disponibiliza ao mercado soluções estratégicas para reforçar a segurança nas vendas, evitando fraudes e calotes que tanto prejudicam os negócios. A exemplo, podemos citar:

  • Consulta ao CNPJ e CPF: ferramenta que permite ao usuário consultar CPFs e CNPJs de clientes, avaliando histórico financeiro e a presença de restrições, por exemplo. Tudo para evitar calotes e prejuízos;
  • Serasa Score: por meio de uma pontuação, auxilia empresas na hora de conceder crédito e realizar negócios com clientes, levando em consideração histórico financeiro, hábitos de compra, existência de dívidas atuais e recentes, além de outros indicadores capazes de mensurar os riscos de concessão do crédito.

No mais, a Serasa Experian vai fundo em suas análises. Isso porque detém o maior banco de dados da América Latina, oferecendo informações seguras, precisas e confiáveis às empresas que necessitam aumentar o rigor em seus processos para atuarem e venderem com segurança e eficiência.

Agora que você já conhece algumas das principais estratégias para vender com segurança, não pare por aqui. Adote as ferramentas Serasa Experian e coloque suas vendas em outro patamar de eficiência. Entre em contato conosco hoje mesmo e conheça melhor nossas soluções!

Publicada em 20/01/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: