Quais são os cuidados essenciais para vender com segurança online?

Negócios
vender com seguranca online

Em situações adversas, é essencial que os negócios sejam flexíveis e busquem se adaptar a uma nova realidade para se manterem competitivos no mercado. O momento delicado pelo qual a sociedade passa atualmente requer, portanto, que as empresas diversifiquem suas formas de atuação, adotando alternativas como investir em canais online para ampliar as oportunidades de venda em um cenário complexo.

No entanto, não basta apenas estar presente na internet para comercializar produtos ou serviços. É preciso tomar certos cuidados para vender com segurança online, como escolher bem a plataforma, definir uma política de crédito e investir na segurança de dados. Por isso, continue a leitura e veja como reduzir riscos nas vendas pela internet.

Escolha bem a plataforma de venda

O primeiro passo para vender com segurança online é escolher com sabedoria qual será sua plataforma de vendas. Busque uma opção que seja reconhecida no mercado e que tenha preocupação com a segurança das informações do seu negócio e dos clientes.

Tenha em mente que, por mais que uma plataforma desconhecida, com um custo muito abaixo do mercado, possa parecer atrativa à primeira vista, essa economia pode não valer a pena, mesmo no médio prazo. Afinal, uma violação de segurança do seu canal de vendas online leva não só a perdas financeiras para o negócio como pode comprometer até mesmo a imagem da sua marca. Não corra esse risco!

Defina uma política de crédito para vendas online

Para aumentar as vendas sem risco de inadimplência, também é essencial definir uma política de crédito para vendas online. Assim como acontece com canais de venda físicos, e-commerces também precisam ter atenção na hora de conceder crédito, garantindo que haja suporte confiável por trás para tomar as melhores decisões relativas ao tema.

Ao desenvolver uma política de crédito consistente para vendas online, a empresa evita problemas como fraudes e inadimplências, algo que é recorrente no mercado. Em janeiro de 2020, o número de brasileiros inadimplentes chegou a 63,8 milhões, segundo dados da Serasa Experian.

Com isso, um dos passos mais importantes é definir regras claras e transparentes sobre o que é preciso para que o crédito de um cliente seja aprovado ou não pela empresa.

Score de crédito, informações financeiras e histórico do cliente, por exemplo, são pontos que não podem deixar de ser avaliados antes de conceder crédito. A partir dessas informações, é possível definir pontos como prazo para pagamento, taxa de juros e garantias necessárias, o que leva a uma venda bem mais segura.

Invista na segurança de dados

Além de proteger as finanças da empresa com uma política sólida de concessão de crédito, no caso de vendas online é ainda mais importante investir em segurança de dados para garantir que o e-commerce esteja realmente blindado.

O certificado digital SSL, por exemplo, é obrigatório para que a empresa solicite e armazene informações pessoais e financeiras dos clientes. Além da criptografia das informações, invista ainda em um firewall e faça testes de invasão para garantir que o e-commerce esteja realmente protegido no caso de ataques de hackers, por exemplo.

O investimento na segurança dos dados e em certificações vale a pena. Afinal, isso não apenas garante o aumento do volume de vendas pelo fato de o cliente saber que o site é confiável, como também deixa claro que tanto o consumidor quanto a loja estão devidamente protegidos de fraudadores e golpistas.

Tenha atenção ao sistema financeiro

Oferecer formas diversificadas de pagamentos é parte importante do sucesso de um canal de vendas online. No entanto, para evitar fraudes e possíveis prejuízos ao caixa da sua empresa, certifique-se de que os meios oferecidos garantem que as transações são seguras.

É importante contar ainda com sistemas de prevenção de fraudes, principalmente no caso de compras a prazo ou por boleto.

Consulte dados cadastrais e de crédito

Aumentar as vendas em PMEs é prioridade, mas é importante se resguardar e garantir que a empresa esteja protegida de problemas comuns no mercado, como fraudes e o alto índice de inadimplência.

Por isso, ao diversificar os canais de venda e passar a comercializar produtos e serviços online, invista em uma política de consulta de dados cadastrais e de crédito para evitar dores de cabeça no futuro. Nesse sentido, garanta que a sua base de dados esteja atualizada e completa, com todas as informações necessárias de cada cliente.

Dados pessoais e bancários, e-mail, localização, hábitos de compra e frequência de visita ao e-commerce estão entre as informações relevantes que ajudam a estabelecer os níveis de risco de vender para determinado consumidor.

Consultar dados cadastrais e de crédito antes de cada venda online é importante. No entanto, para não ter um alto índice de desistência no seu e-commerce, garanta que todo o processo seja realizado com rapidez. Afinal, quanto mais burocrática for a consulta, maior a chance de o cliente desistir da compra e abandonar o carrinho.

Avalie o histórico do cliente

Outro cuidado fundamental para vender com segurança online é avaliar o histórico do cliente. Antes de fechar negócio, faça uma varredura completa no cadastro do consumidor, principalmente no caso de vendas a prazo, que representam riscos ainda maiores para as empresas.

Após a fase de análise de histórico, parta para a confirmação de dados. É essencial garantir que as informações fornecidas pelo cliente na compra online sejam verdadeiras. Nesse sentido, conte com ferramentas que confirmem dados dos consumidores para fazer vendas mais seguras pela internet.

Cruzar os dados de clientes e empresas ficou muito mais fácil com o advento dos meios digitais. Com o apoio de negócios especializados, é possível contar com suporte confiável para tomar as melhores decisões financeiras no seu negócio, seja por meio de canais de venda online ou offline.

Vender com segurança online deve ser prioridade para empresas que estão diversificando seus canais por conta do cenário complexo do mercado. Por mais que ampliar as formas de venda seja um passo importante neste momento delicado, é essencial colocar a segurança das operações em primeiro lugar.

Este conteúdo foi útil para você? Então continue se informando sobre o assunto e confira nosso post sobre como fazer análises de crédito precisas.

Publicada em 29/04/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: