Você sabe analisar a saúde financeira do seu negócio? Nossos especialistas te ensinam!

Saúde Financeira
saúde financeira

O sucesso de uma empresa é medido por muito mais que apenas os seus lucros. Mesmo negócios que faturam alto podem estar com problemas em sua saúde financeira que, se não forem diagnosticados, vão corroer seus recursos, levando a uma crise grave.

Acompanhar a saúde financeira da empresa ainda é uma prática pouco difundida entre os negócios brasileiros, especialmente aqueles que estão começando e não contam com especialistas para assumir essa responsabilidade. Mas, independentemente do porte, é crucial compreender como o negócio está se saindo financeiramente para que os gestores tomem as decisões certas.

Neste artigo, vamos explicar melhor a importância de analisar a saúde financeira da empresa, os principais problemas que precisam ser detectados e como esse trabalho pode ser feito. Boa leitura!

Qual a importância de analisar a saúde financeira da empresa?

A complexidade do gerenciamento financeiro de um negócio vai muito além de uma simples conta de adição e subtração de receitas e despesas para descobrir os lucros ou prejuízos do empreendimento. Fatores como os custos variáveis, patrimônio, endividamento, quadro societário, ações judiciais e até a reputação precisam ser levados em conta na hora de compreender a saúde financeira da empresa e descobrir quais ações precisam ser tomadas para preservá-la ao máximo.

Por isso, é muito importante se valer de técnicas e ferramentas que permitam uma análise constante da saúde financeira do negócio. Isso tudo para que que os gestores consigam ter uma compreensão verdadeira dos seus recursos e possam, com isso, potencializar o êxito da operação.

Quais os principais erros que afetam a saúde financeira da empresa?

O maior erro que uma empresa pode fazer em relação a análise financeira é deixar de fazê-la. Ainda existem muitos negócios que não fazem nem mesmo o básico, como o acompanhamento e mensuração de indicadores-chave, apuração de dívidas e até mesmo o fluxo de caixa.

Mas isso não quer dizer que é necessário ter todo o acompanhamento profissional desde os primeiros passos de um empreendimento. Para começar, é preciso saber como fazer o básico com critério. Nem tudo é obrigatório no princípio.

O acompanhamento das contas precisa ser constante, com revisões em uma periodicidade definida. As análises devem avaliar as métricas não apenas de forma independente: é preciso entender como os números se completam e o que significam no todo.

Outro tipo de erro relativamente comum é descuidar da reputação financeira do negócio. Além de impactar diretamente na obtenção de crédito, a existência de dívidas pode prejudicar também a formação de parcerias e até as vendas, já que outras empresas e potenciais clientes podem perder a confiança na capacidade de entrega.

Como analisar a saúde financeira da empresa?

Existem diversas técnicas e ferramentas que podem ser utilizadas para analisar a saúde financeira de uma empresa. Dependendo do porte do negócio e da área de atuação, algumas delas podem ser mais ou menos recomendadas. Mas existem pontos principais que nunca devem ser deixados de lado. Conheça todos eles!

Indicadores chave de performance

Os indicadores chave de performance são métricas ou combinações de métricas importantes que revelam tudo sobre um negócio. Cada tipo de empresa tem um conjunto de indicadores diferentes que precisa ser acompanhado com regularidade, como por exemplo a rentabilidade, o faturamento bruto, a lucratividade, as despesas, o ticket médio e outros.

Além destes indicadores financeiros dinâmicos que podem ser checados a qualquer momento, outros números também devem ser acompanhados de perto, como a folha de pagamento, os custos fixos e o patrimônio da organização. A recomendação aqui é manter um painel visual informatizado que possa ser facilmente acessado pela gestão e sempre entregue dados atualizados, que serão utilizados no processo de tomada de decisões da companhia.

Endividamento e reputação

Outro ponto delicado que sempre deve ser levado em conta na hora de analisar a saúde financeira da empresa é seu nível de endividamento e sua reputação. Por mais cuidadosa e conservadora que seja a gestão do negócio, é natural que em alguns momentos a empresa contraia algum tipo de dívida, seja ela um empréstimo emergencial, pagamentos de ações trabalhistas ou até mesmo um investimento planejado para a expansão da empresa.

Para não perder o controle, é preciso listar todas as dívidas, priorizar as que têm juros maiores e se organizar para realizar o pagamento. Além disso, é bom considerar trocar as dívidas mais caras por outras que têm juros menores, indo em busca de uma linha de crédito com garantia.

Uma dica aqui é utilizar uma ferramenta de monitoramento que avise sempre que algo esteja acontecendo para evitar que a gestão seja pega de surpresa. A Serasa Experian oferece um produto que avisa a empresa previamente quando existem terceiros cogitando negativá-la, o que pode ser interessante para evitar esse tipo de transtorno.

Além disso, essa ferramenta também revela uma pontuação que indica sua confiabilidade. Para chegar a esse índice, leva-se em consideração fatores como excesso de consultas, dívidas, protestos em cartório, ações judiciais e o status na Receita Federal.

Nessa pontuação, mais grave que o valor contraído em dívidas é a inadimplência. Deixar de cumprir com as obrigações financeiras firmadas pela empresa pode ser devastador para a sua reputação e acarretar em negativação do seu nome, o que, por sua vez, causa uma série de outros problemas.

O que fazer com a análise de saúde financeira da empresa?

O mercado precisa enxergar a empresa como um negócio saudável e confiar em seus gestores para que possam fazer negócios. Ninguém quer se arriscar com fornecedores que passam por problemas financeiros e podem comprometer sua operação.

Por isso, é muito importante se valer das informações da análise de saúde financeira para tomar atitudes preventivas e corretivas que evitarão que o pior aconteça. E, caso a empresa seja negativada, é preciso agir para tirá-la dessa situação o mais rápido possível.

E agora que você já sabe como analisar a saúde financeira da empresa e o que fazer com essa informação, que tal aproveitar para entrar em contato com a Serasa Experian e consultar o score (pontuação de crédito) do seu negócio?

Esperamos por você!

Publicada em 21/06/2019 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: