Tudo que você precisa saber sobre recuperação de crédito para sua empresa

Crédito
recuperação de crédito

Atrair novos clientes, elaborar campanhas de marketing e inovar na oferta de produtos e serviços são caminhos possíveis para estimular o crescimento da empresa, concorda? Nesse contexto, a recuperação de crédito também é uma excelente forma de alavancar o desenvolvimento.

Para falar sobre esse tema, conversamos com Marcelo Vieira, que é analista de produtos aqui na Serasa Experian — líder em serviços de informação, conhecida por emitir os relatórios mais precisos do mercado.

Ao longo do texto, você entenderá por que recuperar o crédito é tão importante e como fazê-lo da melhor forma possível. Além disso, falaremos sobre uma ferramenta que pode ser decisiva para atingir esse objetivo. Acompanhe!

Saiba quais são as formas de recuperação de crédito

Existem algumas formas de recuperação de crédito, como a amigável e a judicial. Elas podem ser aplicadas após uma avaliação das estratégias do credor, da dívida ou das características do devedor.

Após analisar a situação em questão, pode-se estabelecer a forma mais eficiente para garantir a recuperação de crédito. Uma boa negociação costuma ser o jeito mais satisfatório de cobrar um devedor, mas nem sempre essa ação apresenta um resultado efetivo. Sendo assim, é preciso cobrar a dívida de maneira mais pontual, para que o débito seja pago. Confira, a seguir, as principais formas de recuperação de crédito!

Recuperação de crédito amigável

A recuperação de crédito amigável consiste em uma maneira de buscar boas soluções de pagamento com os clientes inadimplentes. Nesse tipo de recuperação, é preciso que a estratégia seja formada juntamente com a empresa que apresenta a dívida. Ela precisa ter em mãos todos os dados referentes à compra e ao devedor, seja ele pessoa jurídica, seja pessoa física.

Após saber todas essas informações, será estabelecida a maneira que a cobrança será feita. Ela poderá ser realizada por carta, e-mail, mensagem de WhatsApp, telefonema, entre outras opções. A estratégia será preestabelecida e precisa acontecer de forma amigável e eficiente, para que a negociação tenha um bom resultado.

Saiba que a recuperação de crédito é essencial para o negócio, pois a partir dela, pode surgir um acordo satisfatório para ambas as partes. Porém, também poderão existir razões para a realização judicial, da qual falaremos, a seguir.

Dessa forma, é essencial buscar por um processo de negociação direto e que consiga obter os melhores resultados relacionados ao pagamento da dívida. Então, quando a comunicação é feita de maneira cordial, é possível atrair a atenção do devedor para o pagamento do débito. Assim, quando esse trabalho é bem executado, o credor obtém o sucesso desejado e gasta menos dinheiro.

Recuperação de crédito judicial

Muitas vezes, a negociação amigável não consegue fazer com que o credor quite seus débitos. Quando isso ocorre, é preciso recorrer à recuperação de crédito judicial. Ela é responsável por levar o devedor à Justiça, podendo exigir os bens do devedor como garantia.

Nessa situação, a dívida apresenta as multas, custas processuais, honorários dos advogados, juros e correções. Normalmente, as empresas recorrem a essa recuperação de crédito judicial quando a amigável não teve um resultado promissor, e quando as chances de o credor não recuperar seu crédito são elevadas.

É importante ressaltar: para que essa ação seja bem realizada, é fundamental contar com o auxílio de um profissional especializado. Isso porque não é somente ajuizar uma ação, é preciso entender as necessidades do credor, conhecer o processo e as possibilidades presentes na lei para que o crédito seja recuperado da melhor forma. Ao fazer isso, é viável garantir que o resultado seja positivo para a instituição.

Entenda qual a diferença entre cobrança e recuperação de crédito

Um dos maiores desafios dos investidores são os inadimplentes, ou seja, clientes que compram, mas não pagam. Isso faz com que as finanças e a atividade das empresas sejam afetadas, já que o empreendedor corre o risco de não ter dinheiro suficiente para arcar com as despesas e com a compra de novos produtos.

Desse modo, quando a inadimplência acontece com certa frequência, a primeira ação dos gestores é pensar em outras formas de pagamento, o que pode afetar mais consumidores. Logo, esse ponto precisa ser tratado com cuidado para não impactar a receita da empresa.

Para conseguir lidar com a inadimplência de forma satisfatória, a empresa pode recorrer a algumas estratégias, como a cobrança e a recuperação de crédito. A cobrança é feita para negociar determinada dívida, e por essa razão, é um processo mais complexo. Ao optar por essa alternativa, o profissional que fará o contato com o consumidor deverá apresentar uma boa oportunidade de regularização da conta.

Já a recuperação de crédito ocorre quando o cliente teve seu nome negativado por causa de uma dívida e, por esse motivo, perdeu o direito ao crediário em uma organização financeira. A principal finalidade da recuperação é ajudar o devedor a pagar as contas e regularizar sua situação para que ele volte ter acesso às modalidades de crédito oferecidas no mercado.

Para que a recuperação de crédito seja satisfatória, a abordagem deve ser bem realizada. O objetivo das empresas é receber o dinheiro das contas atrasadas, então, elas devem utilizar meios eficientes para isso.

Veja a importância da recuperação de crédito para empresas

De forma bem resumida, recuperar crédito é uma operação de cobrança. Sua finalidade é oferecer suporte aos clientes inadimplentes para que consigam regularizar sua situação e fazer novas compras em breve. Para a empresa, nada mais é do que receber um valor não pago, mas que já deveria estar em caixa.

Por conta disso, a recuperação de crédito está atrelada ao risco de inadimplência. É graças a essa relação que ela é um aspecto fundamental para a gestão de uma empresa, independentemente do porte ou segmento de atuação. Isso porque receber ou não os créditos devidos por clientes inadimplentes exerce grande impacto na saúde financeira de qualquer negócio.

Cabe ressaltar que, em boa parte dos casos de inadimplência, o cliente já recebeu o produto ou o serviço oferecido por sua organização. Desse modo, o ponto de equilíbrio do fluxo de caixa já foi atingido — não receber tende a gerar prejuízos.

De acordo com o especialista, a importância da recuperação “é gigante, visto que existem empresas de pequeno e médio porte que negativam clientes a partir de poucos dias de dívida”. O capital de giro das empresas menores também costuma ser curto, aumentando a necessidade de agilizar o processo. Com uma cobrança amigável, as empresas ganham tempo para negativar. Afinal, quem está sendo negativado nem sempre é um mal pagador.

Veja como a recuperação de crédito ajuda no crescimento de sua empresa

Segundo o analista de produtos da Serasa, muitos gestores têm receio de negativar clientes em situação de dívida por acreditar que a manutenção de um bom relacionamento é indispensável para que a empresa continue crescendo. Em partes, há total razão em considerar esse fator.

Não à toa, todo o processo de negociação de dívidas demanda enorme preparação para solucionar as pendências em questão, sem arranhar a imagem do negócio perante os consumidores.

“Por isso, pensamos em uma solução capaz de trazer resultados melhores nesse sentido. Existia uma carência no mercado de ferramentas que fizessem cobranças efetivas, sem comprometer o relacionamento com o cliente — às vezes, a pessoa está apenas passando por um momento de dificuldade”, argumenta Marcelo.

Ou seja, é preciso buscar uma solução que reflita empatia com a situação do cliente para aumentar os índices de fidelização e gerar novas vendas no futuro. Para se ter uma noção, conforme informado em relatório da Serasa Experian, o Brasil chegou ao alarmante número de 65 milhões de inadimplentes, em abril 2022.

A elevada quantidade pode ser explicada por uma série de motivos, como falta de educação financeira, tendências macroeconômicas e mais de 13,9 milhões de desempregados. Ou seja, cabe às empresas preparar estratégias, internas ou externas, para identificar riscos e fazer cobranças amigáveis.

Vale ressaltar que, para estruturar essa atividade internamente, é preciso contar com colaboradores especializados — o que pode representar um alto custo, considerando a dedicação exclusiva a essa prática. Além disso, para conquistar o crescimento, é indicado se antecipar à inadimplência por meio de uma consulta de crédito eficaz.

“Inúmeros administradores só olham para o Score e não dão atenção aos outros sinais, como protestos em andamento ou a existência de outras pendências. O Score não cai ou sobe tão rápido quanto as pessoas imaginam”, comenta Marcelo. Portanto, é melhor analisar com calma antes, para não precisar chegar na cobrança.

Caso seja necessário chegar a essa etapa, algumas práticas podem ajudar na recuperação de crédito e, por consequência, no desenvolvimento do negócio. São elas:

  • identificar os inadimplentes e por que estão nessa situação;
  • sondar as possibilidades de renegociação (valores, prazos e condições de pagamento);
  • fazer boas negociações prévias a fim de evitar a inadimplência;
  • preservar a carteira de clientes, com acordos vantajosos para ambas as partes;
  • manter os consumidores ativos em seu sistema, pois o atraso pode ocorrer devido a um simples esquecimento;
  • terceirizar o processo de cobrança — ele é delicado e exige expertise daqueles que o praticam.

Conheça a melhor ferramenta para fazer a recuperação de crédito em seu negócio

A plataforma oferecida pela Serasa Experian é uma ferramenta completa, que une:

  • aquisição de clientes;
  • consulta de crédito, que ajuda a ver o histórico de pagador do cliente;
  • gestão de carteira, para acompanhar a saúde financeira de seus clientes;
  • monitoramento da carteira — você pode incluir um CPF e um CNPJ para saber se é seguro fazer negócio com determinada pessoa/empresa;
  • Solução de Cobrança, para estabelecer bons processos de cobrança, inclusive quando há um cliente inadimplente na carteira.

A Solução de Cobrança comporta opções de cobrança digital e negativação, englobando resoluções para pendências financeiras em geral. Trata-se de uma ferramenta pós-paga — ao adquirir, é possível usar os serviços da Serasa Experian. Ou seja, o funcionamento se dá por meio de um pacote de créditos, que pode ser utilizado para consultas e cobranças.

A cobrança digital é ideal para empresas que não pretendem desgastar o relacionamento com clientes antigos, com bons históricos, mas que ficaram inadimplentes, por exemplo. É possível enviar a cobrança por e-mail, SMS ou por ambos os canais: ao todo, são enviadas 15 comunicações em 60 dias. Caso o pagamento seja feito durante esse período, é possível cancelar esses acionamentos para evitar quaisquer incômodos.

É um sistema simples de usar, seja para incluir a dívida, seja para retirá-la. Um de seus grandes diferenciais é que ele possibilita fazer a cobrança e a negativação quando julgar necessário. Você pode, inclusive, executar as duas ações ao mesmo tempo.

Confira a importância de se proteger frente ao devedor

Atualmente, é fundamental se proteger frente ao devedor. Quando isso não é feito, seu negócio pode acabar ficando no vermelho. Dessa forma, entender o perfil do inadimplente é essencial para proteger de possíveis prejuízos. Quando você consegue identificar de forma rápida um cliente que não paga as contas, é possível oferecer uma maneira de quitação que não prejudicará sua empresa.

Para se proteger frente ao devedor, é recomendado consultar o banco de dados para avaliar se o cliente mantém suas informações pessoais em dia, como endereço, telefone e e-mail. Saiba que esses dados são essenciais, pois eles serão utilizados para fazer alguma cobrança.

Além do mais, contar com o auxílio de uma política de crédito é imprescindível para evitar o aumento de devedores na organização. Também é válido consultar o CPF ou o CNPJ em site de proteção ao crédito. Na Serasa, por exemplo, você consegue essas informações de forma rápida e eficiente. Isso garante que sua empresa não fique prejudicada por causa de dívidas.

Quando a companhia não recebe o dinheiro pelos serviços e produtos oferecidos, não consegue atuar no mercado. Afinal, todo empreendimento tem custos, como salários de funcionários e contas de luz e água, para funcionar.

Contar com a ajuda da Solução de Cobrança e as outras ferramentas da Serasa Experian é muito eficiente para empresas que buscam a recuperação de crédito, a fim de consolidar o crescimento.

Se você gostou do texto e quer desenvolver o seu negócio, aproveite para baixar nosso guia completo sobre cobrança!

Publicada em 04/07/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: