Open Banking para empresas: entenda as vantagens

Gestão
open banking para a sua empresa

O Open Banking para empresas traz uma série de soluções para os empreendedores e gestores, que podem ter mais facilidade em sua gestão financeira. Aliás, ele será particularmente benéfico para MEI, ME, EPP e PME, que são categorias que costumam ter menos acesso ao crédito do que as grandes empresas.

Assim como ocorreu com o Pix e as fintechs, devemos ficar atentos às novidades do setor financeiro e planejar as melhores estratégias para usá-las a favor dos nossos negócios. Logicamente, durante esse processo, podem surgir questionamentos, e a busca por materiais de fontes confiáveis é importante.

Logo abaixo, tiramos as principais dúvidas e mostramos as vantagens do Open Banking para empresas. Não deixe de conferir!

O que é Open Banking?

O Open Banking trata do compartilhamento de dados, produtos e serviços no sistema financeiro. Assim, as informações passam a estar abertas às instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central do Brasil (BCB).

Hoje, todos os grandes bancos, como Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica, estão inseridos no Open Banking. Além deles, existem inúmeras fintechs participantes e instituições menores, abrangendo quase todas as organizações dessa categoria no Brasil.

As fases de implementação do modelo serão concluídas em 31 de maio de 2022, se as previsões do BCB se mantiverem. Cada uma delas traz uma boa noção do que significa Open Banking, na prática. Por isso, vamos entender melhor elas a seguir:

Informações das instituições financeiras

A primeira etapa foi o compartilhamento de dados das instituições financeiras, como produtos, serviços e canais de atendimento. Assim, as informações passam a estar integradas e disponíveis para consulta pelas instituições autorizadas.

Dados dos clientes

A novidade também abrangeu os dados dos clientes do sistema financeiro nacional, que podem fazer o compartilhamento voluntário. No caso do Open Banking para empresas, diversas informações podem ser úteis, como histórico de transações, dados cadastrais, sede e faturamento.

Produtos e serviços bancários

Ademais, o Open Banking possibilita o compartilhamento de produtos e serviços bancários, como pagamento de boleto, Pix, crédito, transferências, consultas de extrato etc. Por exemplo, o cliente do banco X pode receber uma proposta de crédito de uma fintech ou de outro grande banco, conforme seus dados compartilhados.

Produtos financeiros diversos

A última camada são os serviços externos ao sistema bancário, que poderão ser integrados, a partir de agora. Seguros, recuperação de dívidas, plataformas de investimento, câmbio e previdência são alguns exemplos. Por isso, já se fala em Open Finance, ou seja, um sistema financeiro aberto na totalidade, e não apenas serviços bancários.

Quais são os benefícios do Open Banking?

As diferentes camadas de soluções apresentadas são beneficiais para todos os clientes do sistema financeiro. Confira as vantagens do Open Banking para as empresas!

Identificar os melhores produtos e serviços

A concorrência no sistema financeiro aumentará. Ao compartilhar os dados, um cliente entra no radar de todas as instituições cadastradas no BCB. Mesmo aquelas em que ele não tem conta podem fazer ofertas de produtos e serviços. Se uma oferece 10% de juros anuais, outra pode trabalhar com 5%, por exemplo.

Melhorar as análises de crédito

Além disso, se você mantiver a saúde financeira, todas as instituições podem conhecer o seu histórico positivo e chegar à avaliação de crédito mais precisa possível. É um instrumento para pagar juros mais baixos, especialmente, se você souber trabalhar o Open Banking para empresas em conjunto com um Score de CNPJ elevado.

Personalizar os serviços

A empresa não ficará presa aos serviços do banco atual. Imagine que, enquanto o banco “A” tem os melhores empréstimos para PJ, o “B” oferece as menores taxas para antecipar o valor das vendas via cartão de crédito. A ideia do Open Banking é o empresário poder aproveitar ambas as condições, através de serviços integrados e conhecimento das ofertas existentes.

Reduzir custos bancários

A empresa pode reduzir despesas, especialmente, com juros e taxas. Na prática, você terá condições de comparar os produtos e serviços disponíveis.

Perceba que, aquilo que já fazemos em relação a outros fornecedores, agora, se tornou viável para o Sistema Financeiro Nacional. Ao reduzir o risco de inadimplência, as análises de crédito mais completas também viabilizam diminuições nos valores cobrados pelas instituições financeiras.

Quais os diferenciais do Open Banking para o empreendedor?

O empreendedor tem mais liberdade para escolher que parceiros farão parte do seu negócio. Além disso, a concorrência gerada pelo Open Banking para empresas favorece o surgimento de boas condições para acessar os produtos e serviços.

Vale ressaltar que muitas instituições financeiras contam com serviços exclusivos para MEI, ME, EPP e PME. Antes do Open Banking, o empreendedor estava restrito às vantagens oferecidas pelos bancos em que ele tinha conta PJ. Agora, todos podem contar com os dados compartilhados para realizar ofertas.

O que são as APIs do Open Banking?

Os dados, produtos e serviços serão compartilhados por uma plataforma disponibilizada pelo Banco Central, utilizando APIs. A Application Programming Interface (Interface de Programação de Aplicações) permite que as instituições criem serviços relacionados às suas soluções financeiras e façam a integração via software ou aplicativo, mantendo a segurança.

Além das soluções tradicionais, como pagamentos e transferência, diversas outras possibilidades podem ser desenvolvidas:

  • pagamento em mídias sociais;
  • marketplace de crédito;
  • aplicativos de aconselhamento financeiro;
  • comparadores de tarifas e serviços.

Você pode acompanhar as fases de implementação para conhecer quais serviços estarão disponíveis em cada momento.

Como aderir ao Open Banking?

A participação no Open Banking para empresas é voluntária, pois você só vai compartilhar os dados se quiser. Para isso, é preciso ter uma conta PJ. Ao acessar o aplicativo do banco ou internet banking, uma das primeiras opções que deve aparecer é a adesão ao Open Banking.

As instituições financeiras estão proativas para obter essas adesões. Porém, se o serviço não estiver disponível, entre em contato com o setor de atendimento para entender qual é a melhor maneira de realizar a adesão.

O Open Banking e, posteriormente, o Open Finance serão importantes para que a sua empresa tenha mais opções, liberdade e controle sobre as finanças. Por isso, é uma tendência que você não deve ficar de fora.

Se quiser ficar por dentro das inovações de empreendedorismo e gestão empresarial, assine a nossa newsletter e acompanhe todas as novidades!

Publicada em 05/11/2021 - Fonte: Ana Abritta
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: