Negócio de sucesso: como abrir um empreendimento com pouco dinheiro?

Dia a dia

Quem nunca desejou ter mais liberdade tanto na vida profissional como na particular? É bom demais sonhar em ser seu próprio chefe, fazer seus próprios horários, trabalhar com aquilo que gosta, conduzir seu trabalho como deseja e como acredita ser mais correto, não é mesmo? Tudo isso seria ainda melhor se viesse acompanhado de bastante dinheiro e mais tempo livre. Mas será que tudo isso é possível? Pois saiba que sim!

Aliás, são diversos os exemplos de pessoas que mudaram totalmente suas vidas, tornando-se empreendedores de sucesso. Essa também pode ser sua história! E uma das primeiras medidas para alcançar essa posição tão desejada é entender como moldar a própria mente para ser bem-sucedido nos negócios. Afinal, não dá para conduzir uma empresa sem acreditar em si mesmo.

É muito importante evoluir de uma mentalidade fixa, que foge de problemas, para uma mentalidade progressiva, que corre atrás de soluções. Você acredita no seu potencial? Então vamos em frente!

Se você está buscando ideias para montar um pequeno negócio de sucesso com possibilidades de expansão, quer saber se é possível abrir uma empresa com pouco dinheiro, está interessado em descobrir qual é o investimento inicial e se é preciso se formalizar, chegou ao lugar certo. Acompanhe os próximos tópicos para solucionar todas essas dúvidas!

Faça uma autoanálise e entenda seu propósito

Antes de avaliar qualquer tipo de fator externo, para um pouquinho para pensar se:

  • existe o estilo de negócio que mais combina com você;
  • você é mais extrovertido e gosta de conversar ou se é mais introspectivo;
  • um gosto que tem pode se tornar rentável.

Afinal, do que você realmente gosta? É imprescindível buscar um estilo de negócio que combine com suas preferências e seu estilo de vida. Só assim você se sentirá confortável com seu trabalho e muito mais disposto para dar continuidade a suas atividades com empolgação e energia.

Se você já passou por alguma situação emocionalmente desgastante, sabe como o cansaço mental é muito pior que o cansaço físico, porque faz sua força de vontade desaparecer. Sem vontade de produzir e trabalhar, ainda sem um chefe para cobrar desempenho, é bem possível que você acabe desistindo pelo meio do caminho.

Tenha em mente desde já, portanto, que começar um negócio exige uma boa dose de responsabilidade. Você está ciente e mesmo assim tem muita vontade de empreender? Então isso provavelmente não será um problema!

Perfis Empreendedores - Serasa Empreendedor conheça o seu
Perfis Empreendedores

Avalie seu perfil empreendedor

Entendeu direitinho o que o move? Chegou então o momento de descobrir qual é seu perfil empreendedor! Depois de se cadastrar no site, basta responder a um questionário de 5 minutos para identificar seu perfil. A partir daí, você será guiado para a trilha do conhecimento, composta por materiais sobre gestão financeira, organização, estratégia e comportamento. Que tal já ter uma ideia das possibilidades?

Malabarista

A principal característica desse perfil é que sua entrada para o mundo do empreendedorismo foi por acidente. A ideia principal de quem se enquadra aqui nunca foi se tornar empreendedor. Não houve, assim, qualquer tipo de planejamento. Nesses casos, normalmente um hobby se transforma em lucro ou o caminho acaba levando a pessoa a assumir a empresa de alguém.

Temos aqui investidores otimistas, que enfrentam dificuldades com facilidade, mas não entendem muito sobre tecnologia e evitam correr riscos. Sua principal motivação é entregar seus produtos e serviços de forma satisfatória, enquanto seu principal objetivo é acabar o mês com as contas em dia.

Realizador

A principal característica das pessoas com perfil realizador está no desenvolvimento de pesquisa e de planejamento em relação às áreas de atuação dos negócios. Esses investidores estão mais abertos a riscos, ainda que de forma moderada. É um grupo mais escolarizado, que tem como motivação a busca por diferenciais para o negócio. Seu objetivo é crescer estruturadamente e de forma sustentável.

Autônomo

Os autônomos não se consideram empreendedores, apenas pessoas com formalização que precisam emitir nota fiscal e atender a uma demanda específica do mercado como pessoa jurídica. Buscam não correr muitos riscos no que se refere a empréstimos e têm como principal objetivo manter seus clientes, garantindo um certo volume de dinheiro no final do mês.

Arrojado

Empreendedores natos, os arrojados sempre buscaram ter seu próprio negócio e estão dispostos a investir muito na empresa, inclusive correndo mais riscos para vê-la prosperar. Esse grupo é muito disciplinado quanto às finanças, é estratégico, tem metas e planos alternativos. Seu principal objetivo é alcançar aquilo que entende como sucesso.

Conhecendo seu perfil, você tem uma base sólida para buscar mais informações sobre como levar o negócio adiante. Isso porque o entendimento de suas próprias características faz com que você compreenda melhor suas atitudes perante a vida profissional e seus objetivos. Bem mais fácil progredir assim, não concorda?

Considere novas ideias de negócio de sucesso

Sabendo quais são os estilos de negócio que combinam com você e qual é seu perfil empreendedor, você já pode começar a definir exatamente com o que deseja trabalhar.

Pode ser interessante buscar novas formas para começar um negócio, além daquelas já tradicionais do mercado. Se você não tem capital suficiente para abrir uma loja física em um shopping ou mesmo na rua, nada de desânimo! Existem formas de começar a vender de casa mesmo, sabia? Confira a seguir algumas dessas possibilidades!

Placas de Energia solar são alternativa para empreendedorismo
Energia solar

Energia solar

Existem marcas que já trabalham com energia solar e proporcionam todo o suporte para a abertura de franquias, inclusive no estilo home office, trabalhando de casa mesmo. Nesse caso, você pode se tornar um franqueado ou partir para a instalação dos equipamentos.

O serviço de instalação pode resultar na montagem de uma equipe especializada no assunto, com você futuramente coordenando esse time. O que acha de criar uma empresa direcionada para quem está preocupado em adotar essa fonte de energia?

Também é possível fazer uma parceria com foco em indicações. Nesse sentido, a empresa fornecedora indica seus serviços e você indica os produtos deles. Também não parece uma boa ideia?

E-commerce

As lojas virtuais têm ficado cada vez mais populares e baratas que as lojas tradicionais. E não é nada difícil entender o porquê! Afinal, nesse universo não há necessidade de pagar por nada relativo a espaço físico, o que inclui até vendedores. Com essa modalidade de negócio, é possível trabalhar tanto com importações e revendas como com a fabricação dos próprios produtos.

Existem cursos específicos para e-commerce que ensinam sobre a gestão desse tipo de empresa. Há também capacitações voltadas para a administração do estoque e ainda possibilidades de venda só por encomenda.

Um tipo de loja virtual que está bastante em alta nos dias de hoje é o estilo assinatura de box. Nesse caso, é como se o cliente fizesse a compra recorrente de caixas com conteúdo surpresa, sem saber exatamente quais produtos receberão. Existem caixinhas assim de livros, maquiagens, comidas naturais e até de produtos para gestantes.

Empreendedora no ramo de costura e vestidos trabalhando.
Serviços são boa opção para empreender

Serviços

Além da instalação de placas solares do nosso primeiro exemplo, existem diversos outros tipos de serviços que você pode explorar, fazendo disso seu negócio. Você pode, por exemplo, trabalhar com:

  • marketing digital;
  • programação;
  • porcelanato líquido;
  • design de sobrancelha;
  • decoração de ambientes;
  • maquiagem;
  • massagem;
  • aluguel de vestidos;
  • aulas particulares.

Produtos

A abertura de uma franquia é só uma opção. Você pode escolher trabalhar com produtos de outra forma, às vezes nem sendo necessário revendê-los caso escolha produzir você mesmo. Aqui, algumas das opções mais populares são:

  • artesanato;
  • doces;
  • restaurante de nicho;
  • enfeites de tricô;
  • paisagismo.

Uma boa dica é explorar nichos específicos, que tenham um volume considerável de público. Afinal, assim a concorrência é menor e a fidelização tende a ser mais rápida e significativa.

Veja se é possível começar do zero

Antes de optar por qualquer modelo de negócio, é preciso ter certeza de que há demanda suficiente para isso. Lembre-se: uma ótima forma de se aproximar do sucesso é saber que as pessoas consomem produtos parecidos com aqueles que você deseja vender. E é claro que, tendo uma visão mais apurada do mercado, você mesmo pode perceber que as pessoas têm necessidades que ainda nem descobriram. Agarre essa chance!

É importante ter em mente que nenhuma dessas possibilidades está mais correta ou é melhor que a outra. O que realmente importa é que você consiga ter o padrão de vida que gostaria a partir do faturamento da sua empresa, não é mesmo? Para conquistar tudo isso, que tal buscar orientações sobre como ter sucesso nos negócios começando do zero?

empreendedor de costas olhando uma parede com um planejamento completo do seu negócio
Planejamento nunca é demais

Planejamento

Nesse sentido, não tem erro: o primeiro passo é o planejamento. No entanto, por mais que saber se existe um bom volume de potenciais clientes para seu negócio faça parte desse planejamento, você não deve se restringir ao mercado. Trate de se planejar financeira e pessoalmente.

Entenda quais são seus objetivos pessoais para empreender e esteja certo de que realmente tem vontade e energia para alcançá-los, já que a jornada para o sucesso pode apresentar muitos obstáculos. Prepare-se financeiramente para isso, procurando saber os valores que terá que investir e criando metas para correr atrás do lucro.

É recomendado criar e usar um plano de negócios que contenha um levantamento sobre como deseja criar sua empresa e de que forma quer que ela funcione. Além disso, pesquise sobre o que está acontecendo no mundo para entender se sua empresa pode ser afetada positiva ou negativamente pelos fatos, além de também fazer uma análise dos concorrentes.

É nessa parte que você deve colocar no papel todas as suas metas e seus objetivos envolvendo a empresa, pensando inclusive em quais serão seus fornecedores, como funcionará sua logística, quem trabalhará com você e quaisquer outras informações pertinentes à sua proposta de negócio.

Orçamento

Agora chegamos a uma pergunta que, uma hora ou outra, sempre aparece: de quanto dinheiro você precisa para começar? É também no plano de negócios que você vai listar e orçar todos os recursos necessários para começar as atividades da empresa.

Entram nessa lista os investimentos em ativos fixos, internet, energia, serviços de telefonia, softwares e outros itens para a estruturação do negócio. Você ainda pode incluir outros recursos necessários para dar início ao negócio, como cursos de capacitação para o ofício que desenvolverá.

No final das contas, caso perceba que não tem capital suficiente, pode aguardar mais um tempo para acumular recursos, bem como recorrer a empréstimos em instituições financeiras ou investidores. Não se esqueça: para conseguir o dinheiro necessário, é preciso apresentar uma boa proposta, com um plano de negócios consistente.

Lembre-se também do capital de giro da empresa, aquele valor necessário para pagar as contas mensais e manter o funcionamento do negócio. Essa quantia precisa ser suficiente e estar disponível até que a empresa comece a receber por aquilo que forneceu para, então, dar continuidade a suas atividades.

A essa altura, você deve estar aí se perguntando se é possível largar seu emprego atual para se dedicar 100% ao próprio negócio. Pois a resposta é depende. Para trocar um pelo outro, o ideal é que você já tenha uma base de conhecimento e experiência no novo cenário antes de pedir demissão.

Na prática, é preciso começar a pesquisar e estudar o novo mercado algum tempo antes de querer viver exclusivamente dele. Trabalhe nisso aos finais de semana e no seu tempo livre até se sentir seguro o suficiente para entrar de cabeça nesse novo estilo de vida!

Entenda a importância da formalização

Ao se deparar com a falta de parte do capital necessário para a abertura da empresa, você tem a opção de buscar um empréstimo. Nesse sentido, um plano de negócios cuidadosamente estruturado pode ajudar bastante. Para causar um impacto diferente, no entanto, é bom ter experiência prévia e já ter aplicado testes que garantam, na prática, que seu produto ou serviço tem potencial.

E se você já tem a faca e o queijo na mão, por que esperar mais para começar? Ao se formalizar e ter um CNPJ, você pode buscar crédito no mercado de diversas formas, inclusive em plataformas online, sistema que possibilita inclusive a realização de simulações.

Caso sua empresa tenha uma boa pontuação (score), pode até conseguir crédito em condições especiais, sabia? Para contextualizar: o Score Empreendedor é uma pontuação que varia entre 0 e 1000, tendo como objetivo medir a capacidade do negócio em pagar suas dívidas dentro de um período de até 6 meses.

E o melhor é que, ao contrário do que muita gente pode pensar, o processo de formalização é muito fácil e pode ser feito totalmente online. Se você está começando agora seu negócio e tem um faturamento de até 81 mil reais por ano, é possível começar suas atividades ao se formalizar como MEI!

Saiba como conseguir crédito

Para conseguir crédito com as instituições financeiras cadastradas na plataforma do Serasa Empreendedor, é preciso primeiro definir o motivo do pedido e o valor do empréstimo. Com isso estabelecido, você já consegue fazer as simulações no site e enviar suas propostas.

Ter uma boa pontuação é primordial para conseguir acesso às melhores condições de obtenção de crédito. No entanto, essa não é a única variável. Os dados cadastrais da empresa e o comportamento financeiro dos sócios também entram na conta. Por isso, preze sempre pela saúde financeira do seu negócio!

Empreendedor olhando o computador e comemorando o seu sucesso.
Sucesso é resultado de muito trabalho

Descubra os fatores de sucesso de todo negócio

Tudo bem que não existe fórmula mágica para o sucesso, mas sempre há exemplos que podem ser seguidos, seja em relação ao que fazer ou até ao que não fazer. A maior parte dos pequenos negócios de sucesso apresenta alguns pontos em comum. Continue acompanhando para conhecer alguns desses fatores!

Planejamento

Mesmo que alguns negócios comecem de repente, em algum momento é preciso haver um planejamento para proporcionar crescimento. No caso de empresas de sucesso, certamente algumas medidas foram tomadas para que o produto se tornasse conhecido, para que as entregas ocorressem antes do prazo estipulado ou para conseguir expandir. Sim, é sempre preciso desenvolver estratégias e planos.

Excelência

Não existe empresa de sucesso que não preze pela excelência ao menos em algum ponto do seu negócio — mesmo que a meta seja alcançar um excelente preço para o público que valoriza isso em primeiro plano. Escolha algum ponto do seu negócio para concentrar esforços, sem para isso deixar a qualidade cair em outras perspectivas.

Lousa com desenhos de quadrados e circulos sendo o diferente, simboliza o diferencial nada mais é que um conjunto de qualidades que fazem com que o consumidor perceba sua marca como mais vantajosa em relação aos concorrentes.
Como o Consumidor percebe a sua empresa?

Diferencial

Quando você escolhe um ponto para priorizar, seja a qualidade do produto, o preço ou o prazo de entrega, você tem um diferencial. Com um bom trabalho de branding e comunicação, dá para estabelecer outros diferenciais associados ao estilo de vida, criando assim criar um posicionamento de marca.

Engajamento

Uma empresa não consegue prosperar se a equipe não está focada nesse objetivo. Proporcionar boas condições de trabalho para os colaboradores, além de reconhecimento e uma remuneração de acordo com o cargo e a produtividade faz com que a equipe se engaje. Deixe sempre claro o que a equipe também ganhará com o sucesso da empresa.

Adote as melhores práticas de gestão

Para garantir o bom funcionamento e andamento das atividades da sua empresa, busque sempre melhorar a gestão do negócio. Por mais que gerir finanças, processos, pessoas e clientes não seja uma tarefa fácil, existem algumas boas práticas que podem ajudar (e muito) nesse desafio. Confira!

Gestão de pessoas em microempresas

Primeiramente, foque na gestão de RH para motivar as pessoas. Simplesmente escutar o que os funcionários têm a dizer pode resultar em melhorias na empresa e na relação entre os integrantes das equipes. Pense consigo mesmo: o que eu gostaria de receber ou conquistar para me manter motivado?

Qualquer pessoa gosta de ser recompensada pelo próprio esforço e pelos resultados obtidos. É preciso aliar reconhecimento psicológico e financeiro, traçando metas possíveis de serem alcançadas, mesmo que difíceis. Estabelecer uma relação de sinceridade e ajuda mútua é benéfico tanto para a empresa como para os colaboradores.

Além dessas questões, é importante criar e se dedicar a manter a cultura da empresa, que deve permanecer desde o momento do recrutamento até na forma como cada um age diante dos problemas. Quando o colaborador acredita na filosofia da empresa e se sente parte dela, o entusiasmo e a motivação surgem como consequências naturais.

Gestão financeira em MEs

Manter o equilíbrio contábil é extremamente importante para a saúde financeira da empresa. A boa notícia é que existem ferramentas de gestão no mercado que podem ajudar a manter essas questões em ordem! Busque sempre analisar os resultados do mês e do ano, tendo em mente o quanto precisa produzir e vender para atingir seu objetivo de faturamento.

Além do mais, procure se manter alinhado com os preços dos concorrentes, não perca de vista a quantidade de capital disponível e tenha sempre reservada uma quantidade de dinheiro a mais.

Lembre-se de que, apesar da burocracia, os pilares essenciais para manter as contas de uma empresa em dia são os mesmos das contas pessoais de qualquer pessoa: é preciso entrar mais dinheiro do que sai, guardar um montante como reserva e investir uma parte desse valor.

Gestão de clientes

Dedique um tempo a aprender como encantar seus clientes. Faça pesquisas e converse com o público, a fim de descobrir o que os consumidores realmente valorizam. Assim, você conseguirá focar nos pontos mais importantes para eles.

Se você identifica que seus clientes são muito ansiosos, por exemplo, por que não tomar medidas para encurtar o tempo de entrega dos produtos? Você pode até divulgar um prazo de entrega maior que o realmente necessário, de forma a conseguir surpreendê-los entregando a encomenda antes do previsto. Assim, se algo acontecer que acabe atrasando a entrega, você tem uma margem para ainda dar um jeito de entregar no prazo combinado.

Antes de todo o processo de vendas, uma outra dica importante é sempre demonstrar que você tem aquilo que seu cliente quer e precisa. Ele deve se sentir totalmente seguro ao optar por sua solução. Pensando nisso, pergunte sobre as informações que os consumidores consideram mais importantes para decidirem fechar negócio com você. Assim, você descobrirá informações valiosas para melhorar sua comunicação e aplicar melhorias na empresa.

Tenha em mente o que você precisa para começar

Não desistir, mesmo quando tudo parecer muito complicado, é um dos grandes segredos para se alcançar o sucesso. Não tenha medo de julgamentos se você acredita que o que está fazendo pode dar certo, mas saiba escutar as sugestões construtivas de quem está à sua volta. Faça tudo a partir de um grande propósito. Mova-se pelo que você ama.

Em relação à parte prática, busque atender à demanda do mercado e tenha consciência de que é preciso estar disposto a trabalhar duro e investir dinheiro, energia e tempo. Trabalhe seu diferencial e seu posicionamento. E nada de hesitar em pedir ajuda e conselhos a quem tem mais experiência em negócios!

Se você gostou deste conteúdo sobre como abrir um negócio de sucesso com pouco dinheiro e tem interesse em saber mais sobre o assunto, assine a nossa newsletter para receber novidades diretamente no seu e-mail!

Baixe gratuitamente agora

Publicada em 20/08/2018 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: