4 razões para incluir o monitoramento de CNPJ no controle financeiro da sua empresa

Gestão
controle financeiro

Dificilmente um negócio sobrevive sem um bom controle financeiro. Afinal, é preciso acompanhar as finanças de perto para garantir equilíbrio de caixa e recursos para pagamentos de despesas, investimentos, entre outras ações.

Contudo, muitos empresários encontram dificuldades nesse processo. Um dos motivos é a falta de conhecimento no assunto. Além disso, o uso de ferramentas inadequadas também pode atrapalhar a organização financeira e aumentar as falhas.

Quer entender mais sobre a importância de fazer o controle das finanças empresariais e como o monitoramento de CNPJ pode ajudar? Então, continue a leitura e acompanhe algumas dicas!

Descubra agora se a sua carteira de clientes é saudável

O que é o controle financeiro da empresa?

Ao começar um negócio, é esperado que gestores e empresários definam um planejamento financeiro. De forma resumida, tal fato diz respeito ao quanto de recurso a companhia precisará em curto, médio e longo prazo para executar as suas ações e alcançar os seus objetivos.

Diante disso, o controle financeiro se torna essencial para verificar se o que foi estabelecido anteriormente está sendo cumprido e rever metas e processos. Para atingir bons resultados, ele deve ser feito de maneira adequada, e é necessário avaliar, entre outros itens:

  • fluxo de caixa;
  • contas a pagar e receber;
  • crédito e cobrança;
  • gestão orçamentária.

Por que é importante fazer um bom controle financeiro?

Esta tarefa é importante para analisar a condição financeira da empresa com mais exatidão e aplicar estratégias acertadas para resolver situações que possam atrapalhar as atividades e o sucesso da companhia. O bom controle financeiro permite:

  • equilibrar o fluxo de caixa;
  • avaliar a necessidade de empréstimos;
  • ter mais possibilidades de investimentos e melhorias;
  • evitar problemas na reputação financeira do negócio.

O controle financeiro deve ser feito por empresas de todos os portes e segmentos. Tal fato é imprescindível para que não haja imprevistos econômicos, e deve ser feito com o apoio de relatórios, planilhas e, especialmente, softwares de gestão, que otimizam a tarefa e reduzem erros.

Quais são as 4 principais razões para incluir o monitoramento de CNPJ no controle financeiro da empresa?

Nenhuma empresa está livre de riscos financeiros e problemas como dívidas ou fraudes. Portanto, é importante buscar meios de garantir mais segurança ao negócio.

Nesse sentido, o monitoramento de CNPJ se torna uma boa alternativa! Ele permite acompanhar alterações no seu próprio documento e no de clientes. Veja, a seguir, os principais benefícios de sua adoção!

1. Proteção das finanças da empresa

A atitude é positiva para as finanças da empresa. Ao conhecer a capacidade financeira de seus clientes, você pode escolher as formas de pagamento mais adequadas e reduzir riscos de inadimplência, que podem comprometer a sustentabilidade do negócio.

2. Acompanhamento da carteira de clientes de forma contínua

O monitoramento de CNPJ também permite acompanhar a sua carteira de clientes de forma contínua. Assim, se houver alguma alteração no perfil do seu cliente, você será notificado e poderá adotar outras estratégias em contratos futuros.

Ao estabelecer acordo com novos compradores, é comum que os gestores e empresários façam uma análise de crédito para avaliar o risco e definir a melhor opção de pagamento. Já com um cliente antigo, geralmente, isso não acontece.

Entretanto, ele pode estar passando por problemas financeiros e ter dificuldades em arcar com as despesas. Sendo assim, utilizar o monitoramento agrega mais segurança em todas as transações.

3. Previsibilidade para ações de correção

A pesquisa de CNPJ é vantajosa tanto para conhecer o perfil de seus clientes quanto o score da sua empresa. Por isso, o monitoramento pode ser aplicado em seu próprio documento. Assim, você consegue avaliar a sua reputação financeira perante o mercado e recebe notificações, caso haja alterações em seu CNPJ.

A medida é benéfica para reduzir problemas com fraudes, se alguém utilizar o documento corporativo indevidamente, e para evitar ficar com o “ CNPJ sujo”. Afinal, se você deixar de pagar alguma conta da empresa, ela pode ser incluída na lista de negativados.

Essa situação gera dificuldade para obter empréstimo, crédito e fazer negócio com outras organizações. Diante disso, é importante acompanhar o perfil financeiro da empresa e tomar atitudes de correção com agilidade para que a situação não se torne ainda pior.

4. Análise para concessão de crédito

A inadimplência gera transtornos para empreendimentos de variados portes e segmentos, sendo necessário aplicar estratégias de cobranças e de recuperação de crédito. Para manter um bom controle financeiro e não ter problemas com as finanças corporativas no futuro, a recomendação é atuar de forma preventiva, fazendo uma análise para conceder crédito.

Entender a situação financeira dos clientes e a capacidade de pagamento deles possibilita definir a viabilidade incluir, ou não, a compra a prazo. A consulta ao CNPJ antes da venda ou o monitoramento, em caso de clientes frequentes, são ferramentas para isso.

Como fazer o monitoramento de CNPJ?

O monitoramento pode ser feito de duas formas: com pesquisas frequentes nos órgãos de proteção ao crédito ou com apoio de soluções específicas. No primeiro caso, você ou alguém da sua equipe deve fazer consultas manuais e estabelecer uma frequência para isso.

Além de ser uma responsabilidade a mais na rotina corporativa, o processo não é tão eficiente e alguma alteração no documento dos clientes pode passar despercebida. Sendo assim, contar com soluções tecnológicas otimiza a tarefa e reduz erros.

Descubra agora se a sua carteira de clientes é saudável

De que maneira a Serasa Experian pode ajudar?

O processo para monitorar o CNPJ do seu negócio e dos seus clientes pode ser bastante simples! Uma solução para isso é contar com a plataforma da Serasa Experian. Por lá, é possível realizar o monitoramento de forma rápida e fácil.

Com essa tecnologia, a sua empresa contrata o pacote desejado, de acordo com as necessidades identificadas, e inclui a lista de CNPJ para fazer a pesquisa. Depois disso, o monitoramento é feito de forma automática, e avisos são enviados por e-mail ou SMS em caso de alterações nos documentos.

De maneira geral, cuidar das finanças com excelência é primordial para a sustentabilidade e o crescimento do negócio. Nesse sentido, o monitoramento de CNPJ mostra-se positivo para o controle financeiro da empresa, minimizando riscos de atrasos e inadimplência que podem comprometer o seu fluxo de caixa. Assim, você evita dívidas, consegue aplicar melhorias, contratar equipes mais qualificadas, entre outras ações estratégicas.

Gostou do texto? Quer saber mais sobre a solução de monitoramento de clientes da Serasa Experian? Então, experimente a ferramenta agora mesmo!

Publicada em 11/05/2021 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: