Como o mercado imobiliário se reinventou e pode se preparar para abrir as portas!

Mercado
mercado imobiliário

Assim como outras áreas, o mercado imobiliário sente os impactos do cenário desafiador que estamos vivendo. O setor precisa lidar com a diminuição no ritmo das atividades e queda nas vendas, entre outras situações.

Contudo, aos poucos, os negócios vão se adaptando a essa nova realidade para reabrir as portas e atender aos interesses dos clientes de maneira adequada. Para isso, é claro, devem esforçar-se para garantir a saúde e a proteção de todos, inclusive dos profissionais do setor.

Quer saber quais são os diferenciais aplicados pelo mercado imobiliário para a retomada dos negócios? Então, continue a leitura e fique por dentro do assunto!

Cadastre-se de graça e conheça as soluções da Serasa Experian para a sua empresa

Os impactos do momento atual no mercado imobiliário

Este momento desafiador atingiu toda a economia, o que inclui o mercado imobiliário. Em 2019, as expectativas eram de que o setor teria um crescimento neste ano. O que se vê hoje em dia, porém, é bem diferente disso.

Um levantamento do Secovi (Sindicato de Habitação) com imobiliárias do estado de São Paulo indica que a compra de imóveis novos caiu mais de 60% nos últimos meses. Já o número de novos contratos de locação sofreu uma redução de mais de 40% com relação aos imóveis residenciais e de 55% no tocante aos comerciais.

Um dos motivos para isso, segundo informações divulgadas pela Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), é que há uma grande incerteza econômica e perda de renda e emprego, o que afeta investimentos de alto valor, como a aquisição de um imóvel.

E essa não é uma realidade apenas do Brasil. A atual situação também afetou o setor imobiliário em outros países. China e Portugal, por exemplo, tiveram queda de mais de 30% nas vendas entre março e abril.

As principais estratégias para retomada do mercado imobiliário

Embora os efeitos sejam significativos, o mercado imobiliário tem estrutura para identificar oportunidades, se adaptar, manter as vendas minimamente aquecidas e conseguir a expansão do negócio em médio e longo prazo. Além disso, algumas estratégias ajudam na manutenção das atividades. Veja quais são elas!

Transformação digital

O ambiente virtual já fazia parte da realidade do setor, especialmente dos corretores, que utilizam sites e redes sociais para divulgar empreendimentos, lançamentos e imóveis para locação, além de se relacionar com potenciais clientes.

Contudo, com a necessidade de distanciamento social, as ferramentas digitais se tornaram indispensáveis. Hoje em dia, é possível demonstrar o imóvel por meio de chamadas de vídeo ou plataformas específicas para visitas virtuais.

Algumas companhias aproveitam a tecnologia para automatizar os processos para compra, venda e locação, garantindo eficiência e proteção para clientes e equipe, uma vez que as atividades podem ser feitas a distância. Alguns exemplos disso são a possibilidade de obter escritura e registro de imóveis de forma eletrônica e a assinatura digital de contratos.

Novos modelos de vendas 

Um dos efeitos deste momento foi a valorização do lar. Para muitas pessoas, a casa, que era apenas um local para se dormir, tornou-se essencial. Afinal, agora, passamos muito mais tempo nela, inclusive para trabalhar. Um reflexo disso pode ser visto nos termos pesquisados no Google nos últimos meses: um levantamento da empresa indicou um interesse maior em itens para a casa.

Algumas organizações do setor imobiliário se deram conta dessa tendência e começam a adaptar o seu modelo de negócio. Se, antes, o foco eram terrenos ou imóveis comerciais, hoje, elas ampliam o portfólio para incluir residências prontas.

As estratégias de negociação também devem ser aprimoradas para manter as vendas neste momento. Assim, é importante oferecer vantagens para o cliente, como financiamento direto com a empresa e entrada facilitada.

Treinamento de equipes 

Com grande parte da equipe em home office, o setor teve que se adaptar para enfrentar os desafios do cenário atual e garantir o andamento das atividades.

Nesse sentido, o investimento em treinamentos, ações de comunicação e eventos online, entre outras estratégias, se tornou relevante para manter a produtividade da equipe mesmo a distância. Uma construtora e incorporadora do Rio Grande do Sul, por exemplo, transformou a sua convenção de vendas em um evento virtual e conseguiu obter bons resultados com isso.

Negociação

Empresas que trabalham com administração de bens e locação precisam investir na negociação para conseguir um equilíbrio financeiro. Muitos locatários tiveram a renda reduzida nos últimos meses, o que aumenta o risco de inadimplência ou cancelamento do contrato.

Para o proprietário, porém, não é interessante que o imóvel fique vazio. Por isso, a melhor solução é a negociação com as partes, buscando manter o acordo e evitar a necessidade de cobrança de dívidas no futuro.

Os melhores passos para crescer no mercado imobiliário após a atual situação

Assim como outros segmentos de negócio, o mercado imobiliário precisará se reinventar para acompanhar as mudanças na sociedade depois deste momento delicado.

Investimento em tecnologia

Com a retomada das atividades em muitas regiões, os estandes de vendas podem ficar mais horas abertos, mas isso não quer dizer que o mundo digital tenha que ser abandonado. É possível implementar uma estratégia mista, com lançamentos presenciais e virtuais.

As novas tecnologias serão imprescindíveis para o crescimento do negócio. Elas possibilitam uma comunicação ágil com clientes, fornecedores e equipe, independentemente do local em que eles estejam, e também podem facilitar as tarefas do setor, tornando os processos mais rápidos e eficientes.

Acompanhamento de tendências

O cenário atual vai acelerar tendências no mercado imobiliário. A necessidade de ficar mais tempo em casa, por exemplo, fez com que as pessoas valorizassem áreas verdes, varandas e incidência de sol, entre outros aspectos. Diante disso, é importante que as empresas do setor acompanhem essa mudança de olhar nos próximos empreendimentos.

Outro ponto relevante é a sustentabilidade dos imóveis, o que garante um uso consciente de recursos e economia a longo prazo. Essa tendência já estava sendo aplicada em alguns projetos imobiliários, que incluíam instalação de painel solar, sistema para reúso de água etc.; entretanto, esse fator pode se tornar ainda mais significativo daqui para frente.

Lidar com os desafios do momento atual não é uma tarefa fácil, mas, com o uso da tecnologia e a aplicação de estratégias diversas, o mercado imobiliário conseguiu se adaptar para manter o andamento das atividades.

Gostou do texto? Quer receber novos conteúdo sobre negócios? Assine a nossa newsletter para acompanhar as próximas publicações.

Publicada em 19/08/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: