Jornada dupla: hora de abrir sua empresa x decisão de largar o emprego

Dia a dia

A cada ano, o Brasil tem batido recordes de abertura de novas empresas — especialmente Microempreendedores Individuais (MEIs), que representaram quase 80% dos novos negócios criados em 2017. No entanto, apesar de todo o otimismo que acompanha esses números, sabemos que eles nem sempre são suficientes para encorajar uma pessoa a sair do seu emprego e abrir uma empresa. Por essas e outras é que muitos acabam passando anos na chamada jornada dupla.

Normalmente, esse é mesmo o caminho mais recomendado para quem quer empreender: começar a dar andamento ao próprio negócio enquanto ainda conta com a segurança do trabalho formal. Contudo, como essa dupla jornada é pesada, deve ter um prazo para acabar. Mas você por acaso sabe quais são os sinais de que está na hora de pedir demissão e se dedicar integralmente ao seu negócio?

Neste post, vamos ajudá-lo a identificar esses sinais, esclarecendo que fatores devem ser levados em conta antes de tomar uma decisão definitiva. Também elaboramos uma listinha com dicas que você pode seguir para, aos poucos, trocar a jornada dupla pela realização do sonho de trabalhar por conta própria. Curioso? Então confira!

Empreendedora comemorando o sucesso da sua ME ou MEI
Chegou a hora do seu negócio decolar

Conheça os sinais de que chegou a hora de empreender

Quando você está em um emprego formal, mas já tem planos definidos para largar tudo e abrir seu próprio negócio, não tem jeito: aos poucos, a vontade de trabalhar para um patrão só diminui. Nesse cenário, sua produtividade também cai. Quando você começa a não render bem nem no seu emprego nem na sua empresa, é hora de sair!

Você já está mais que decidido

Você já sabe o que quer fazer, como fazer e consegue até se ver cuidando do seu próprio negócio? Então é hora de encarar. Essa é uma decisão que deve ser tomada friamente, tendo como base uma análise cuidadosa de um projeto de vida. Nada de chutar o balde no calor de um desentendimento no seu emprego ou em meio à insatisfação com o trabalho atual ou com seus colegas, ok?

Aqui, a proposta é que você deixe bem claro para si mesmo: sua motivação é largar o trabalho atual ou abrir um negócio próprio? Essa resposta faz toda a diferença. Se for isso mesmo, esse é um sinal de que já está na hora de levar mais a sério essa vontade de empreender, abandonando de vez a jornada dupla.

empreendedor olhando para lousa onde há inúmeras anotações com o planejamento da empresa
Revise o seu planejamento constantemente

Seu planejamento está pronto

A hora de sair do trabalho formal e abrir sua própria firma também depende de como está seu planejamento e em que fase você se encontra. Não dá para pedir demissão tendo apenas uma ideia do que você vai fazer, não concorda? É preciso mais! Seu projeto paralelo deve estar em uma fase mais avançada, de preferência com o estudo de mercado pronto e uma certa clientela já consolidada, entre outros fatores.

Lembre-se de que, enquanto você tem a segurança da carteira assinada, é mais fácil testar seus projetos e arcar com as falhas. Depois que sair, dependerá apenas de si mesmo para sobreviver. Com o momento para os testes já tendo terminado, é hora de arregaçar as mangas para muito trabalho, suor e colheita dos frutos da sua ideia!

Você tem uma boa reserva financeira

Estar em uma jornada dupla pode ser exaustivo, mas, muitas vezes, é a única maneira que você tem de criar uma reserva financeira para eventualmente investir no seu negócio próprio. Lembre-se de que normalmente demora um pouco para se ter qualquer retorno com uma nova empresa. Por isso, o ideal é que tenha um dinheiro guardado para sobreviver ao menos a esse período inicial.

Seu planejamento deve englobar os custos mensais tanto com a empresa como das suas contas pessoais. Assim, você pode calcular quanto será necessário ter de reserva para iniciar o negócio. O recomendável é que você consiga guardar pelo menos 6 meses de salário antes de pedir demissão.

Empreendedor pensando em sair do seu emprego atual para ir empreender em seu próprio negócio
Não se sente mais desafiado

Seu trabalho atual está desinteressante

Por fim, um sinal definitivo para a tomada de decisão de largar o emprego atual e abrir a própria empresa é seu sentimento em relação ao trabalho. Quando seu planejamento já está pronto e sendo encaminhado positivamente, realmente fica difícil manter o interesse em algo que não seja seu próprio empreendimento.

Nesse cenário, você começa a sentir que está perdendo tempo no escritório, passando a não desempenhar mais suas tarefas com a mesma produtividade que tinha anteriormente. Além disso, sente-se desanimado por não estar integralmente atuando pela empresa. Se chegou nessa fase, o melhor é encerrar a jornada dupla e mostrar ao mundo seu perfil empreendedor!

Troque a jornada dupla pela dedicação ao próprio negócio

Você leu todos os sinais que indicamos acima e se identificou com a maioria deles? Mas calma. Antes de pedir demissão, você ainda precisa se certificar de mais algumas questões para ter sucesso no novo empreendimento. Veja algumas dicas que separamos para ajudá-lo a começar seu negócio com o pé direito!

Estude sobre gestão de pessoas e administração

Muitas vezes, até temos o conhecimento técnico sobre nosso empreendimento, mas não sabemos lidar, por exemplo, com planejamento estratégico e finanças. Esse é um erro grave para qualquer empreendedor, por menor que seja seu negócio. Saiba: é preciso ter uma boa noção sobre administração para não entrar para a estatística das empresas que fecham com poucos anos atuação.

Lousa com desenhos de quadrados e circulos sendo o diferente, simboliza o diferencial nada mais é que um conjunto de qualidades que fazem com que o consumidor perceba sua marca como mais vantajosa em relação aos concorrentes.
Como o Consumidor percebe a sua empresa?

Seja diferente da concorrência

Atualmente, é essencial ter um diferencial para entrar no mercado sem ser apenas mais um. Afinal, com muitos empreendedores que, como você, optaram por abrir seu próprio negócio, a competitividade só aumenta. É primordial, assim, conquistar seus clientes superando a concorrência.

Esqueça a ideia de tentar fazer tudo sozinho

Dependendo do seu segmento, é praticamente impossível tocar um negócio sozinho, sem o apoio de parceiros. Analise a possibilidade de terceirizar parte das atividades, em especial naquelas áreas em que você não é especialista. Que tal delegar a comunicação, o marketing ou os serviços de contabilidade a outros profissionais? Assim, seu foco pode se voltar para o que realmente importa para sua empresa.

Esteja preparado para trabalhar muito

Você acha que trabalha demais em seu emprego atual? Saiba: quando for se dedicar integralmente à sua empresa, provavelmente vai trabalhar em dobro! Principalmente no início, você vai perceber que não vai parar de pensar em seu empreendimento nem por um minuto do dia. É preciso, então, contar com energia e ferramentas de produtividade para ajudá-lo a tocar o projeto adiante.

A decisão de largar a jornada dupla e se dedicar unicamente ao negócio próprio definitivamente não é fácil. No entanto, se há paixão pela ideia, planejamento e motivação, o desafio certamente será recompensador. Só não esqueça que o retorno financeiro não é imediato e que será preciso trabalhar muito. Por isso, é importante ficar atento aos sinais, avaliando direitinho a hora certa de começar!

Por fim, se este post foi útil para ajudar na tomada de decisão, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais! Divida essa ideia com seus amigos!

Publicada em 27/08/2018 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: