[Infográfico] Os impactos da liberação do FGTS na economia

Mercado

A liberação do FGTS é a mais recente medida governamental para frear a escalada do desemprego e movimentar a economia como um todo. Hoje existe um total de 262 milhões de contas paradas. Por isso, ao liberar esses recursos represados, há benefícios diretos na conjuntura econômica. Lembrando que o saque pode ser feito até o dia 31 de dezembro de 2020.

Embora não chegue a ser uma iniciativa inédita, a entrada no mercado dos recursos do FGTS representa um importante incentivo do ponto de vista do desenvolvimento. Isso porque ele gera impactos extremamente positivos e que, se bem aproveitados, tendem a gerar um ciclo virtuoso.

O que é FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma reserva financeira, depositada pelo empregador, com a finalidade de proteger o trabalhador quando demitido sem justa causa. Nessa conta, vinculada à Caixa Econômica Federal, é depositado um valor que corresponde a 8% do salário cujo total só é liberado em função da saída de um emprego.

O que acontece depois da liberação do FGTS?

Para ajudar você a entender de forma prática o que deve acontecer depois da liberação do FGTS, a Serasa Experian traz um infográfico com informações essenciais. Saiba de que maneira a entrada de recursos, até então imobilizados, deverão mudar para a melhor o ambiente de negócios e o mercado brasileiro.

Veja quais são os impactos da liberação do fundo de garantia, entenda o que deve acontecer agora e no início de 2021 e prepare-se para um novo momento. Quem sabe a saída que você procurava em termos de emprego ou de negócios não esteja aqui?

liberação do fgts

Publicada em 16/12/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: