Faturamento: o que é e como calcular o de uma empresa

Finanças
Calcular faturamento do negócio

Antes de inaugurar um negócio, os gestores devem ter um plano voltado à manutenção e expansão do faturamento da empresa. Nesse sentido, ter a mente aberta para possíveis oportunidades que ampliem a receita é necessário para que a organização crie e conserve, ao menos, duas reservas financeiras.

Enquanto uma delas ajuda a equilibrar as finanças nos momentos de dificuldade ou redução da entrada de dinheiro, a outra é fundamental para concretizar investimentos — dada a identificação de momento oportuno para isso. O alcance desse equilíbrio de gestão depende, entretanto, de um olhar atento a alguns pontos elementares.

Afinal, o crescimento sustentável da sua empresa está ligado à existência de um planejamento comercial detalhado e à importância dada ao monitoramento constante do faturamento gerado pelas atividades que ela efetua.

Neste post, vamos abordar os aspectos mais relevantes associados ao faturamento. Confira, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é faturamento?

Sempre é bom lembrar que a definição de faturamento se aplica a todo tipo de atividade econômica (seja a fabricação, seja a comercialização de produtos ou a prestação de serviços) exercida por uma empresa. Trata-se, na prática, da soma de todas as vendas fechadas em um mesmo intervalo.

Por que é tão importante gerenciá-lo de perto?

Para começar, o faturamento é a base que determina o regime de tributação ao qual a empresa pode (desde que haja possibilidade de escolha) ou deve se enquadrar. Ao mesmo tempo em que fica sujeita ao risco de pagar mais tributos do que seria, de fato, obrigada, a escolha do modelo inadequado ainda tende a causar problemas junto ao Fisco.

Além disso, os números indicados pelo faturamento são indispensáveis para que se faça uma análise minuciosa quanto ao verdadeiro desempenho das vendas da empresa. Consequentemente, ajudam a avaliar a necessidade de rever tanto as estratégias comerciais quanto as campanhas de divulgação online do negócio.

Ainda com relação à gestão financeira, acompanhar a situação do faturamento é peça-chave para o pleno controle do fluxo de caixa. Este, por sua vez, está totalmente atrelado ao cálculo que estima os valores que a empresa espera faturar nos próximos períodos.

A partir de uma boa previsão de faturamento, o gestor do negócio é capaz de aprimorar os seguintes aspectos:

  • gestão de estoque — para manter ou melhorar seu faturamento, uma ação básica consiste em garantir a disponibilidade dos itens mais relevantes para o caixa do negócio;
  • gestão tributária — a referida projeção também está associada à visualização de fatores geradores de impostos;
  • gestão financeira — sinaliza os montantes relativos ao pagamento das dívidas feitas pela empresa, fornecendo uma noção nítida do comprometimento do caixa com esses valores;
  • gestão orçamentária — facilita a elaboração de orçamentos calcados na realidade do negócio, em seu potencial de crescimento e nos custos vinculados ao processo.

Como calcular o faturamento de uma empresa?

Pelo que mostramos até aqui, você já sabe que o cálculo do faturamento bruto reside na soma das vendas (de serviços realizados ou produtos) e multiplicá-la pelos preços praticados. Observe, no entanto, que o ponto mais relevante, em se tratando de faturamento de empresas, refere-se ao cálculo de sua projeção, como mostraremos a partir de agora.

Tenha em mãos o histórico de vendas

Uma vez que o propósito da previsão de faturamento é estimar as vendas de um período posterior, você precisa se basear no histórico equivalente. Assim, é possível projetar a receita do próximo semestre, por exemplo, com base no resultado indicado pelo mesmo período anterior.

Tenha em vista que o recorte preciso da referência utilizada no cálculo é um fator preponderante para a qualidade e a utilidade dos números obtidos.

Fique de olho nos concorrentes

Para calcular o faturamento estimado, é igualmente recomendável ficar atento à concorrência, principalmente a direta, ou seja, composta por empresas atuantes no mesmo nicho de mercado. Isso porque o desempenho dessas organizações é afetado pelos mesmos fatores que incidem sobre o seu negócio.

Caso o preço de dada matéria-prima essencial para a fabricação de produtos aumente, por exemplo, as consequências recairão sobre as organizações que dependem dessa base de produção. Como você já deve imaginar, as soluções encontradas para o problema podem até ser diferentes, mas existe um elo em comum entre as empresas. Esse tipo de detalhe ajuda a enxergar melhor o tópico seguinte.

Projete diferentes cenários

Além do resultado desejável, considerar a hipótese de um desfecho avesso ao ideal é igualmente necessário. Há também que se levar em conta a linha do meio, caracterizada pela estabilidade — sempre em comparação com um período anterior específico.

Ao cogitar diferentes possibilidades, você abre os horizontes para novas perspectivas. Desse modo, passa a ter mais condições de se preparar adequadamente para administrar a empresa mesmo em momentos delicados, provocados por conjunturas econômicas adversas.

Como estimar o faturamento dos clientes?

Existe, ainda, outro viés relacionado ao faturamento. Trata-se do uso de uma ferramenta que ajude a prever o quanto um cliente PJ deve faturar ao término de um intervalo.

Ao lado das informações valiosas que podem ser extraídas dos dados disponibilizados pelo Cadastro Positivo, você tem tudo em mãos para obter uma previsão de faturamento realmente precisa de seus clientes. Dessa maneira, fica muito mais fácil e tranquilo elaborar políticas de concessão de crédito para pagamentos a longo prazo, alinhadas ao contexto particular de cada cliente. Soma-se a isso o fato de que o modelo em questão também facilita a própria segmentação de perfis.

Vale dizer que a adição do Cadastro Positivo ao faturamento estimado PJ é o que garante o aperfeiçoamento das análises. Mais fidedignas, elas passam a se embasar não somente no comportamento, no índice de inadimplência e na situação cadastral, mas igualmente, no histórico financeiro das empresas interessadas em fechar negócio.

Segundo pesquisa recente conduzida pela Serasa Experian, as PMEs têm boas perspectivas pós-Covid-19. Contanto que reúna todos os fatores relevantes ao faturamento, seu negócio tem tudo para melhorar a gestão financeira. Essa é a chave para participar do grupo de organizações que já vislumbram a retomada de seu próprio crescimento.

Quer uma ajuda extra? Conheça a solução Saúde do Seu Negócio, da Serasa Experian!

Publicada em 17/09/2021 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: