Empreendedorismo feminino: veja tudo sobre o assunto

Finanças
empreendedorismo feminino

É fato que as mulheres do passado tiveram que travar diversas lutas para serem reconhecidas e terem voz na sociedade. Atualmente, essas cidadãs conseguem participar de maneira ativa na sociedade, e muitas ocupam cargos de destaque no mercado. Nesse sentido, o empreendedorismo feminino é um movimento de grande recorrência no Brasil e no mundo, fruto do avanço da representatividade da mulher no corpo social.

Diante disso, muitas empreendedoras têm se destacado no setor empresarial, criando a sua marca de maneira criativa e estratégica, maximizando os seus lucros. Diante disso, a mulher vem se tornado ainda mais empoderada, liderando não apenas equipes, mas sim, sua própria história profissional.

Por isso, para te ajudar a entender ainda mais sobre o empreendedorismo feminino e os benefícios dele para a sociedade em geral, continue a leitura do nosso artigo!

O que é o empreendedorismo feminino?

Esse conceito é usado para denominar o movimento feminino que engloba negócios idealizados e ordenados por uma ou mais mulheres. Assim, em um sentido mais amplo, pode ser entendido como a iniciativa dessas empresárias em comandar, de maneira direta, determinado empreendimento, seja ele pequeno, médio ou grande.

Então, com uma postura mais feminina, mas, ao mesmo tempo, inovadora e corajosa, essas empreendedoras vêm aumentando o número de mulheres no gerenciamento e controle de muitas indústrias. Isso contribui para que essas cidadãs sejam respeitadas e valorizadas, dando voz e vez a sua marca.

O Dia do Empreendedorismo Feminino é celebrado em 19 de novembro e coordenado pela ONU Mulheres. Por sua vez, esse é o braço da entidade que tem como principal objetivo fortalecer e aumentar os esforços mundiais em defesa dos direitos das mulheres.

Qual a importância do empreendedorismo feminino?

Esse tipo de negócio movimentado por mulheres contribui para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, em que essas empresárias conseguem receber o mesmo prestígio que muitos homens têm quando ocupam cargos de chefia.

Além disso, esses empreendimentos liderados por mulheres ajudam na ascensão feminina, e provam que elas têm a capacidade e o potencial de mudar a realidade da sociedade por meio de uma visão diferenciada. Afinal, as pessoas do gênero feminino possuem o conhecimento de quais ações elas podem fazer para melhorar a vida de outras mulheres ao redor do mundo.

Outra informação relevante é que, de acordo com estudos do Sebrae, as mulheres donas dos próprios negócios representam cerca de 48% dos microempreendedores individuais, tendo maior atuação nas áreas de moda, beleza e alimentação.

Quais os principais desafios desse tipo de negócio?

É nítido que as mulheres vêm ganhando seu espaço a cada dia, porém, vários são os desafios que elas precisam enfrentar na hora de montar o seu próprio negócio. Apesar dos dados que apresentamos, elas têm um menor acesso a linhas de crédito e, por isso, não conseguem expandir suas empresas com facilidade.

Outro ponto que merece destaque é a dupla rotina que essas empresárias vivem, afinal, elas precisam não apenas cuidar da organização e do monitoramento da sua empresa, mas também, costumam ter que zelar pela educação dos filhos. Logo, esse acúmulo de tarefas atribuídas à mulher dificulta que ela consiga se ocupar apenas com o seu empreendimento.

Segundo dados fornecidos pela Rede Mulher Empreendedora (RME), 53% das empreendedoras brasileiras são mães. Muitas delas lutam para conseguir horários mais flexíveis, com o intuito de conciliar as tarefas domésticas e a vida profissional.

Uma questão bastante delicada, que também precisa ser pontuada, é o fato do assédio feminino. Esse problema acontece com muita recorrência e impede que as mulheres consigam ter liberdade e segurança para assumir grandes negócios. Afinal, muitas têm receios em relação ao machismo e a comentários depreciativos por parte dos homens.

Por que estimular o empreendedorismo feminino?

É válido pontuar que, dentre os principais motivos que levam as mulheres a empreender está a necessidade de ter outra fonte de renda para se tornarem ainda mais empoderadas e independentes. Dessa maneira, atualmente, as mulheres estudam mais e se especializam, a fim de conquistarem cargos que, antes, não poderiam ocupar. A seguir, destacamos algumas áreas que são impactadas positivamente com o empreendedorismo feminino!

Economia

Além de gerar um ambiente mais competitivo entre as empresas e a criação de marcas cada vez mais inovadoras e diferenciadas, a inserção da mulher no campo empresarial pode gerar um impacto positivo no Produto Interno Bruto Mundial (PIB). O empreendedorismo feminino torna o mercado mais aquecido, e há uma maior circulação de capital.

Sociedade

Esse tipo de negócio tem como umas das principais funções reduzir as diferenças entre as oportunidades de ascensão entre homens e mulheres e gerar uma equidade salarial. Além disso, esse movimento ajuda na formação de uma diversidade de marcas na sociedade, de forma a contemplar todo tipo de gosto.

É válido exemplificar o caso de uma empresa chamada Lady Driver, que funciona por meio de um aplicativo de transporte com um time de motoristas composto só por mulheres. Esse empreendimento foi construído depois que uma mulher vivenciou uma situação bem desagradável em uma de suas corridas, conduzida por um homem.

Empresa

Muitas empresas, atualmente, buscam empreendedoras com comportamentos estratégicos e que estejam aptas a enfrentar a concorrência. Além disso, a possibilidade de ter diversidade nas visões e tomadas de decisão, que a mulher nas empresas traz, possibilita que as empresas diversifiquem o seu leque de produtos e, consequentemente, aumentem seus lucros.

Por fim, caso você seja mulher e deseje fazer parte do universo empresarial, saiba que desenvolver a autoconfiança e construir uma rede de apoio é de suma importância. É importante trocar experiências com gestoras que estão há mais tempo no mercado, e saber quais os principais desafios para promover uma marca.

Portanto, agora que você já sabe um pouco mais sobre o empreendedorismo feminino, o que é, a sua importância e os motivos para continuar incentivando essa prática, não tenha medo de abrir o seu próprio negócio. As grandes empreendedoras de hoje passaram por uma série de dificuldades e preconceitos para chegar até aqui.

Gostou do post? Então, não perca tempo e aproveite para compartilhar o conteúdo nas suas redes sociais, a fim de que seus amigos também fiquem por dentro do crescimento do empreendedorismo feminino no Brasil e no mundo.

Publicada em 15/02/2022 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: