Dicas para um pós-crédito saudável!

Aprenda Serasa Sebrae
Dicas para um pós-crédito saudável

Obter o crédito necessário para o seu negócio pode ser trabalhoso, mas, você se consegue o que precisava, a sensação é de conquista: agora você vai transformar seus planos em realidade! E agora quando dinheiro cai na conta? O que fazer para o pagamento do crédito não vire um problema? É preciso ter muita atenção, foco e planejamento para que as coisas não saiam do controle. Afinal, como diz a música de Paulinho da Viola, “dinheiro na mão é vendaval”. 

Pensando nisso, a Serasa Experian e o Sebrae, prepararam para você algumas dicas para ajudar na sua organização e fazer com que o crédito renda os melhores frutos para o seu negócio. Vem com a gente! 

Utilize o dinheiro com sabedoria 

Como todo bom empreendedor, a negociação é uma habilidade importante conseguir obter melhores acordos para o seu negócio. Ao utilizar o crédito recebido, não é diferente. Não é porque você está com dinheiro que você não precisa negociar toda e qualquer aquisição que fizer. 

Por exemplo, use a disponibilidade de recursos que você terá para realizar pagamentos à vista e solicitar descontos. Se o crédito aprovado foi de R$ 100 mil para adquirir uma máquina e você conseguiu negociar um desconto de R$ 20 mil nessa máquina, ótimo. Não precisa utilizar todo o crédito. Isso irá gerar uma parcela menor e mais fácil de pagar.  

Outra dica quente é caso a seguir. Suponha que crédito aprovado tenha sido um capital de giro de R$ 50 mil e sobrou R$ 10 mil. Você pode aplicar esse recurso em aplicações com rendimento maior que a taxa de juros e auxiliar a pagar as parcelas futuras do empréstimo. Esse valor aplicado também pode servir como uma poupança de emergência, caso falte caixa (dinheiro) novamente. 

Planeje o pagamento das parcelas 

 Lance o valor exato de todas as parcelas no dia e mês previstos no seu controle de pagamentos – software de controle financeiro, contas a pagar, fluxo de caixa, planilha. Isso vai evitar que você atrase pagamentos, pague juros e multas desnecessárias, bem como irá fazer com que o score de crédito da sua empresa melhore e o nome da sua empresa siga limpo. 

Com organização e planejamento as chances de sucesso do seu empreendimento crescem bastante. 

Cuide do score de crédito da empresa e dos sócios 

Se sua empresa conseguiu o crédito, significa que a ela e seus sócios estão com boa reputação junto às instituições financeiras, ou seja, com bom score de crédito. O score de crédito é uma pontuação com base no histórico financeiro utilizada para avaliar os consumidores. Manter o pagamento de cartões de crédito e parcelas bancárias em dia é uma das formas de manter seu score alto para futuras transações. Consulte gratuitamente o score do seu CNPJ sempre que precisar. Não deixe sua reputação e a da sua empresa caírem. Monitore o CNPJ da sua empresa e o CPF de todos os sócios com a solução Saúde do Seu Negócio, da Serasa Experian 

Tenha disciplina financeira 

Com dinheiro no bolso, chegam as tentações. Aumentar gastos, sócios querendo usar o recurso para questões pessoais, o famoso “depois eu devolvo”, são comuns nesse momento. Mantenha a gestão financeira da empresa com rigor e disciplina. Uma das melhores dicas é cuidar para que as contas da empresa não se misturem com as contas pessoais dos sócios, e fique atento com o pró-labore variável, que pode ser uma fonte de retirada de recursos sem controle.  

Saiba como definir o valor do pró-labore clicando aqui. 

Além disso, assista ao vídeo abaixo e descubra Como separar seus gastos pessoais das despesas da sua empresa!

Avalie os resultados 

Faça-se as seguintes perguntas e tente respondê-las com números e fatos: 

  • O seu objetivo ao obter crédito foi alcançado?  
  • A situação financeira da empresa melhorou após a obtenção do crédito?  
  • Se você fez um investimento, está tendo retorno?  
  • Se você utilizou o dinheiro para sanar alguma situação de sobrevivência da empresa, você já está preparado para não entrar em situação emergencial novamente? 

Se as respostas forem “sim” e a situação da empresa está como você queria ou melhor, parabéns! 

 Caso o crédito não tenha alavancado o negócio como planejado, veja algumas dicas do que fazer para seguir firme.  

Perceba a falhas rapidamente e atue ainda mais rápido nas oportunidades 

Caso a melhoria esperada com a chegada do empréstimo não tenha ocorrido, verifique se existe algo que possa ser ajustado ou modificado. Por exemplo, no caso de compra de maquinário ou ampliações: há outros produtos que podem ser produzidos? Há clientes que não estão no radar atendendo e que poderiam ser atendidos? Quais despesas posso reduzir até conseguir trazer o retorno do investimento? 

O futuro não é uma certeza 

O mundo dos negócios é cheio de incertezas. Nem todas as decisões e previsões serão acertadas. Após a avaliação inicial e os ajustes, caso a situação financeira da empresa continue igual ou pior do que antes do empréstimo, avalie se não é melhor parar o prejuízo, cortando linhas de produtos ou serviços ou eliminando a venda a clientes não rentáveis. Se o capital de giro adicional somente postergou uma nova crise financeira, avalie se o problema não é mais grave e busque outras soluções. 

Por fim, caso continue enfrentando dificuldades com sua empresa, não deixe de pedir ajuda especializada. O Sebrae possui soluções que poderão auxiliá-lo na gestão de seu negócio. Entre em contato pelo site ou visite uma unidade do Sebrae na sua cidade.  

Esse conteúdo foi criado pelo Sebrae para o Projeto Aprenda Serasa Sebrae!

Publicada em 13/12/2021 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: