Dia Mundial do Meio Ambiente: conheça a Mahara Natural

Cases

Neste dia Mundial do Meio Ambiente, vamos contar a história da Fernanda Natu, que é MEI e, em 2019 criou a Mahara Natural, marca de biocosméticos fitoterápicos e produtos sustentáveis 100% naturais e veganos. Conheça mais sobre a empreendedora e descubra o legado que a Mahara quer deixar para o planeta.

1. De onde veio a ideia de criar a Mahara Natural?

Surgiu junto com o vegetarianismo. Sempre tive uma ligação com a natureza e me tornei vegetariana há quase quatro anos. Sou a única vegetariana da família. Sempre segui esse caminho, mas, sem ter muita influência de casa, a gente fica meio perdido no início. Na família, me identifico mais com a minha vó, que tem uma horta. Desde pequena, graças a ela, eu conhecia os benefícios da babosa e passava no cabelo.

A ideia da Mahara Natural surgiu quando comecei a fazer alguns cursos. Comecei com naturopatia holística e depois cosmetologia natural. Comecei a fazer cosméticos e produtinhos naturais e logo as pessoas começaram a pedir e perguntar. Montei um ateliê do zero e hoje faço tudo sozinha. Montei o logo, o site, tiro as fotos, compro matéria-prima, vou ao Correio e envio e-mails. Logo decidi abrir o MEI.

2. Qual a maior dificuldade que você enfrentou ao empreender?

O investimento inicial. Registrei a marca e esse é um gasto grande inicial. Além disso, tem aquela dúvida pensar se as pessoas vão mesmo comprar canudo de bambu ou se interessar por cosméticos naturais. Produtos naturais são mais caros que comuns (óleo essencial é mais caro que essência). Mas, no meu íntimo, eu tinha certeza que fazia sentido. Eu confiei e acreditei na sincronia da realização de aquilo que a gente acredita.

Felizmente, meu negócio está crescendo. Há pessoas com mais consciência na hora de comprar, na quantidade de comprar.

3. Qual o diferencial dos seus produtos?

Existem várias marcas de produtos naturais e sustentáveis, mas às vezes não encontramos o combo completo. Até o isopor que uso para proteger a embalagem não é um extrusado de milho, que é biodegradável. Deixo as embalagens mais bonitas de plástico de lado e uso papel kraft.

Eu acredito que empresas que cuidam, prosperam. Quem não pensar em sustentabilidade, vai quebrar. E nós já vemos isso: muitas empresas estão parando de testar em animais. Esse mercado está crescendo.

Empreendedora cuidando do jardim
“Quem não pensar em sustentabilidade, vai quebrar.”

4. Como sua empresa beneficia o meio-ambiente?

Todos os cosméticos e todas as minhas etiquetas são biodegradáveis. Você descartando na pia ou não, não vai trazer prejuízo para a flora e a fauna local. O único item de plástico que eu uso é o spray. De resto, não uso plástico em mais nada. Só isso, é uma diminuição na poluição absurda. Pensa só quando você chega do mercado e tira tudo do plástico. Quanto de lixo você gera?

5. Que legado você quer deixar com a sua empresa?

Trazer mais essa sincronia, essa consciência ecológica para as pessoas. Pensar na saúde dos nossos clientes e mostrar que tudo é integrado. A tecnologia é maravilhosa, mas perdemos a sincronia e a conexão com a natureza. Nós somos muito integrados com a natureza e precisamos entender que não estamos separados, nem eu de você, nem você da natureza, nem a natureza dos animais. Precisamos trazer esse pensamento para nossas vidas para contribuir com a sustentabilidade. Preservar o hoje para que as gerações futuras possam vivem em paz e integradas.

Publicada em 05/06/2019 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: