Crédito Oculto: o tipo de financiamentos ou empréstimo que ninguém nunca te contou

Crédito
Crédito Oculto

Empresas precisam de crédito. Pegar capital de terceiros para financiar seus projetos é uma saída ótima para empreendedores que tem planos maiores do que podem arcar com os próprios recursos. O mercado oferece entidades que estão dispostas a investir na sua empresa e fazer o dinheiro delas girar com os juros do empréstimo. Ganha a empresa, ganha o empreendedor, ganham os funcionários e ganham as instituições financeiras.

Mas existe um tipo de empréstimo que empreendedores pegam quotidianamente e ninguém avisa: o crédito oculto

O que é o crédito oculto? 

Em resumo, é o ato de financiar ou ser financiado a taxas de juros normalmente altas sem se dar conta. Para explicar melhor, vou dar alguns exemplos.

O primeiro: Desconto para compras à vista

Um cliente entra em uma loja e decide comprar um produto. O vendedor dá duas opções a ele, comprar a prazo no cartão de crédito ou comprar à vista e ganhar 5% de desconto. 

ALERTA CRÉDITO ESCONDIDO! 

O que o lojista está te propondo é pagar 5% de juros em um mês caso queira comprar no cartão de crédito. Se você tem recursos ou acesso a taxas de juros mais baixas em outro lugar, vale mais a pena pagar a vista. Isso serve também no sentido inverso: será que o lojista consegue crédito no mercado a menos que 5% para não perder dinheiro com esse desconto?

O segundo: Desconto para pagamentos antecipados

Uma empresa compra papel para a impressora todos os meses. Um dia, o vendedor da empresa de papel faz a seguinte proposta: 5% de desconto para comprar papel pelos próximos 2 meses, pagando tudo agora. Isso significaria que, caso cada mês custasse R$ 1 mil:

      Normal

      • Agora: R$ 1.000,00
      • Mês que vem: R$ 1.000,00

 

  • Total a pagar: R$ 2.000,00
  • Proposta do vendedor

    • Agora: R$ 1.900,00

Isso significa que ele está te oferecendo um desconto de R$100 no que você pagaria mês que vem para pagar agora. 

ALERTA CRÉDITO ESCONDIDO! 

Ou seja, se você escolher não comprar, vai estar pegando um empréstimo a 10% de juros. Melhor aceitar a oferta.

O último exemplo: Custo de Oportunidade

Custo de oportunidade nada mais é do que o custo daquilo que se deixa de fazer quando é preciso fazer uma escolha. Por exemplo, uma loja de roupas, se preparando para o verão, decide comprar estoque para os próximos três meses. Ela tem que pagar no ato do pedido e só recebe o produto 30 dias depois, ou seja, o dinheiro só começará a entrar no caixa depois do recebimento. Assim, se o dinheiro for destinado para o estoque ele não poderá ser empregado para quitar uma dívida existente.

ALERTA CRÉDITO ESCONDIDO! 

Supondo que as vendas sejam lineares durante todo o verão, é importante que o empreendedor(a) se pergunte quanto custa esse dinheiro que foi usado para comprar esse estoque que ficará parado durante 4 meses. Será que não poderia ter sido usado para outros projetos, ou quitar dívidas?

No final, o importante é sempre ser planejado, organizado e colocar na ponta do lápis todas as oportunidades de crédito, ocultos ou não, que aparecem para a sua empresa. Assim, o empreendedor consegue capital a um menor custo e otimiza seus investimentos.

Texto escrito pela da equipe de redação da BizCapital, fintech que tem o objetivo facilitar e guiar decisões financeiras inteligentes e conscientes.

Publicada em 18/07/2019 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: