Como vender com segurança para pessoas físicas

Dicas
vender com segurança

Seja qual for o momento da economia, vender com segurança para pessoas físicas é fundamental para evitar possíveis fraudes e inadimplências. Quando passamos por cenários desafiadores e de incertezas, essa questão fica ainda mais evidente. O impacto negativo nos negócios de pequenas e médias empresas quando a economia está fragilizada pode ser até mesmo irreversível, prejudicando o fluxo de caixa, a continuidade das vendas e a aquisição de novos produtos e clientes.

A boa notícia é que existem formas de se prevenir. Sim, é possível evitar fraudes e calotes, adotando algumas boas práticas durante o processo de venda. Julio Lopes, diretor de vendas PME da Serasa Experian, já deu dicas sobre isso, focadas principalmente em vendas B2B, ou seja, para outras empresas. Agora, ele indica como fazer o mesmo, vender com segurança, para pessoas físicas.

Há aspectos comuns entre vender com segurança para empresas e pessoas físicas, tais como:

  • Fazer análises de crédito criteriosas e completas;
  • Comparar dados e informações;
  • Criar ou atualizar a política de crédito.

Todas essas informações podem ser conferidas neste post. Porém, quando o assunto é vender para pessoas físicas, existem alguns outros detalhes que precisam ser considerados, conforme Julio Lopes compartilhou em sua segunda participação na série de lives que a Sesara Experian tem realizado uma vez por semana no Instagram.

Processos e métodos para proteger a empresa de possíveis fraudes e inadimplência

O ideal é conseguir validar o maior número de informações sobre a pessoa física e, com isso, manter um cadastro atualizado dos clientes. Alguns dados interessantes de se ter além do nome completo, telefone e email:

  • Data de nascimento;
  • Nome da mãe;
  • Endereços atualizados.

Com isso, você terá mais segurança para obter a validação necessária do cadastro antes de qualquer venda. Pense da seguinte forma: quanto maior o número e nível de dados, maior a probabilidade de vender com segurança.

Além disso, sempre avalie muito bem uma pessoa física antes de conceder crédito. É importante ter com você o histórico do pagamento dessas pessoas, entender o quanto o seu produto consome da renda dele e estar o mais próximo possível do seu cliente.

Há ferramentas — não só da Serasa Experian — que ajudam o empreendedor a vender com segurança

Você se perguntar: mas quais? Informações cadastrais da Receita Federal e os dados dos relatórios da Serasa Experian. Também é possível solicitar à própria pessoa física outras referências, como o comprovante de residência, por exemplo.

E independentemente dos dados e informações disponíveis, sempre tenha cuidado. Para correr menos riscos, procure realizar as vendas à vista. E caso precise negociar a prazo, tente mensurar o risco da venda. Com isso, você terá muito mais propriedade para definir a melhor forma de vender, seja para um novo cliente ou mesmo um cliente recorrente.

Publicada em 29/04/2020 - Fonte: Serasa Experian
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: