Profissionais liberais conseguem competitividade no mercado?

Clientes

Profissionais liberais: são esses os responsáveis por um grande número de microempresas no Brasil, sabia? E a verdade é que, assim como em qualquer outro negócio, a competitividade é ponto essencial para promover seu crescimento no mercado a longo prazo.

Na prática, porém, quando se trata especificamente da competição com empresas maiores, as microempresas precisam de um diferencial. Mas como descobrir ou desenvolver um diferencial? Pois confira nos próximos tópicos algumas dicas que certamente o ajudarão a impulsionar sua competitividade no mercado!

O que é diferencial de mercado?

Lousa com desenhos de quadrados e circulos sendo o diferente, simboliza o diferencial nada mais é que um conjunto de qualidades que fazem com que o consumidor perceba sua marca como mais vantajosa em relação aos concorrentes.
Como o Consumidor percebe a sua empresa?
Um diferencial nada mais é que um conjunto de qualidades que fazem com que o consumidor perceba sua marca como mais vantajosa em relação aos concorrentes. Mas atenção: esse diferencial não se limita a características que podem ser facilmente copiadas, como preço mais baixo, garantia maior e atendimento mais rápido, viu? Aliás, perceba que muitas dessas características são, na verdade, o mínimo para tornar uma empresa competitiva.

Um verdadeiro diferencial é construído com alicerces firmes. Isso quer dizer que ele deve ser realmente único, difícil de replicar, além de ajudar a formar a identidade do negócio na mente do consumidor.

Reputação

No caso dos profissionais liberais, um dos maiores diferenciais está neles mesmos: sua reputação. É preciso lembrar que, como se trata de um pequeno negócio, a reputação do profissional reflete diretamente na imagem da empresa. E a reputação é construída ao longo do tempo, surgindo, na verdade, como o resultado de diversos aspectos do negócio, que eventualmente resultam na satisfação dos clientes.

Exclusividade

Outro aspecto importante é a exclusividade. Para alcançá-la, porém, é preciso certo esforço. Afinal, chegar a esse patamar normalmente demanda capacidade de criar suas próprias soluções para o desenvolvimento de processos ou para a disponibilização de produtos. Como exemplos, podemos citar a criação de um novo modelo de negócio, o estabelecimento de acordo de exclusividade com um determinado fornecedor e o desenvolvimento de soluções tecnológicas próprias.

Saiba: tão importante quanto ter um diferencial é saber comunicá-lo aos clientes de forma eficiente. Lembre-se de que não estamos falando de comunicar os recursos ou as ferramentas que você usa, mas sim a forma como eles podem impactar a vida dos consumidores. Imagine que você consegue atender mais rapidamente graças a um método único que desenvolveu. Nesse caso, a velocidade no atendimento é seu diferencial. E você deve deixar isso claro para o público.

Agora que você conseguiu compreender melhor o que é diferencial, que tal usá-lo para melhorar a competitividade do seu negócio? Acompanhe a seguir algumas dicas práticas sobre como agir com esse objetivo!

Como manter a competitividade no mercado?

As microempresas que estão se expandindo têm a grande vantagem de poder experimentar, arriscando um pouquinho antes de decidir qual estratégia seguir. E o melhor é que nem é necessário fazer grandes investimentos, uma vez que as melhorias podem ser incrementais. Em outras palavras: na busca pela competitividade, não é preciso fazer uma revolução da noite para o dia!

Invista em inovação

Ilustração de várias pessoas pensando e estudando com engranagens que significam  - "Por ser mais ágil, o pequeno negócio pode rapidamente adotar as inovações que surgem no mercado"
Esteja sempre inovando e pensando em novas formas de ajudar seu cliente.
Por ser mais ágil, o pequeno negócio pode rapidamente adotar as inovações que surgem no mercado. No caso do investimento em marketing, por exemplo, por que não trocar os panfletos por uma estratégia de marketing digital? Só não se esqueça de que a inovação não precisa necessariamente estar ligada à tecnologia. Você pode inovar em qualquer setor da empresa, desde que o foco esteja na melhoria da produtividade.

Foque no atendimento

Sem sombra de dúvida, essa é uma das áreas em que o pequeno negócio pode se destacar. Já pensou que, justamente por ser pequeno, você consegue dar uma atenção personalizada para seu público? Então trate de responder rapidamente a suas demandas e disponibilize informações de acordo com o perfil de cada cliente. O segredo está em não perder a oportunidade de fazer com que cada consumidor se sinta único.

Faça parcerias

Geralmente, sozinho não se vai muito longe. Aí entra o estabelecimento de parcerias, que podem economizar tempo e aumentar a qualidade dos serviços. Que tal firmar parceira com uma rede de fornecedores de serviços das atividades-meio do seu negócio, enquanto se concentra na atividade-fim?

Aposte no CRM

um empreendedor segurando um icone de pessoas, indicando o cuidado e o olhar para pessoas, que é o foco de ferramentas de CRM
CRM é uma ferramenta essencial para toda empresa
Muito eficiente, um sistema de Customer Relationship Management (gestão de relacionamento com o cliente) o ajudará a conhecer e interagir com o público de uma forma mais profunda. Com esse suporte, você pode aplicar estratégias de e-mail marketing, levantar históricos de compras e definir preferências individuais, por exemplo, tudo por meio de uma única ferramenta criada para ser simples e prática.

Encontre um nicho

Como as grandes empresas têm processos complexos e padronizados, apresentam mais dificuldade em responder a necessidades específicas de grupos menores de clientes. Pois essa é uma grande oportunidade para você, que, como pequeno negócio, pode atender nichos simplesmente ignorados pelas empresas maiores. Perceba que, nesse caso, você nem precisa competir diretamente!

Acompanhe a concorrência

Em geral, a existência de concorrência é vista como algo negativo, não é mesmo? Mas não precisa ser por aí. Afinal, é graças à concorrência que as empresas se desenvolvem! Basicamente, a competição faz com que os negócios busquem constantemente por melhorias na qualidade e na diversidade de seus produtos ou serviços, bem como invistam na atualização de seus processos, procurando sempre fazer melhor, mais rápido e mais barato.

Crie uma identificação

Quais são os valores da sua empresa? Você já pensou como ela pode ser importante para clientes que compartilham de valores semelhantes? Se suas atividades contribuem para a preservação da natureza, por exemplo, muita gente se identificará. Anote aí: quando valores são compartilhados, há uma chance maior de o cliente se tornar fiel à marca.

Informe-se sobre o mercado

Ter inteligência significa obter informações estratégicas. Então seja inteligente: fique atento às mudanças do mercado antes de seus concorrentes. Evite ser apenas reativo, adotando uma tendência só depois que ela já está consolidada, porque isso não traz vantagem competitiva nenhuma para seu negócio.

Cuide da capacitação

Empreendedor estudando sobre a abertura da sua empresa
Aposte em capacitação
O aprimoramento pode gerar grandes vantagens para qualquer negócio. Pensando nisso, procure cursos que contribuam para o sucesso da sua estratégia de crescimento!

Nesse sentido, só vale ressaltar um detalhe: é importante que você saiba qual é seu perfil como empreendedor para buscar o conhecimento adequado. No Serasa Empreendedor estão disponíveis cursos gratuitos que o ajudarão a se capacitar e conhecer histórias de pessoas que superaram seus limites por meio do conhecimento. Que tal dar uma olhadinha?

Como você viu, é perfeitamente possível para as microempresas competirem com empresas maiores. Afinal de contas, ser pequeno é sinônimo de versatilidade e agilidade, características que já são diferenciais para se obter uma boa competitividade no mercado.

E então, o que achou deste post? Acredita que essas informações vão ajudar sua empresa a buscar novos desafios? Se gostou, compartilhe nas suas redes sociais!

Publicada em 23/07/2018 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: