Benchmarking: saiba como fazer para diferentes aspectos da empresa

Gestão
Texto em tela de computador escrito Benchmarking que é a tecnica de analisar o mercado e trazer as melhores práticas de cada análise

Benchmarking é uma palavra derivada de benchmark, que em português pode ser traduzida por “referência”. Esse conceito é muito conhecido entre as fabricantes de periféricos e dispositivos ligados à área de informática. A fim de avaliar a capacidade de desempenho de diferentes processadores, por exemplo, os produtos são submetidos a uma bateria de idênticos e rigorosos testes.

Mas como esse poderoso conceito se aplica a outras áreas do mercado? Como colocá-lo em prática e o que, afinal de contas, a sua empresa ganhará com isso? Essas dúvidas serão esclarecidas a seguir. Continue com a gente e entenda por que você deveria começar a praticar o benchmarking!

Como sua empresa pode se beneficiar do benchmarking?

Um dos princípios de qualquer negócio consiste em não perder os concorrentes de vista. E a prática do benchmarking cumpre muito bem esse propósito. Por meio dele, você conhecerá as estratégias e ações utilizadas por outras empresas que disputam o mesmo nicho de mercado. A partir daí, é possível verificar se convém adotar certas práticas em detrimento de outras.

Independentemente do tamanho do seu negócio, seguir o líder do segmento é algo óbvio. Evidentemente, se o negócio é uma modesta cafeteria isso não significa que você deva tentar imitar os passos de uma enorme rede de cafeterias. No entanto, a adoção de alguns pontos estratégicos específicos faz todo o sentido.

O intuito reside em desenvolver um planejamento estratégico tão eficaz quanto aquele usado por uma empresa de referência. Para isso, entretanto, é primordial que você saiba como mensurar os dados apresentados pelo benchmarking — assim, você comparará diversos processos e produtos.

empreendedor arrumando as coisas dentro de sua cafeteria
Benchmark de uma cafeteria?

Voltando ao exemplo da cafeteria, você pode verificar como a inclusão de determinados produtos no cardápio causa um impacto positivo na clientela. É necessário se permitir certos questionamentos. Você precisa se perguntar o que faria um consumidor se transformar em um cliente assíduo, por exemplo. Qual seria a influência da precificação adotada em certos produtos? Os resultados do benchmarking ajudam a responder a essas perguntas.

Isso acontece pelo fato de essa ferramenta comparativa possibilitar que você analise os pontos fortes das empresas que atuam no mesmo segmento do seu negócio. Simultaneamente a isso, os equívocos e pontos fracos da sua empresa passam a ficar bem nítidos. Dessa forma, as respostas a alguns problemas começam a se evidenciar. Então, você já sabe o que fazer, o que já é meio caminho andado — falta apenas aprender a efetuar as mudanças necessárias.

Como efetuar um benchmarking e obter resultados significativos?

Para não errar ou ficar distante dos objetivos iniciais almejados, é preciso seguir uma série de etapas. Algumas delas são praticamente obrigatórias, pois são básicas a qualquer benchmarking. Confira!

Defina as principais empresas concorrentes do mercado

Em princípio, você deve selecionar, ao menos, 3 empresas concorrentes. Repare que essa concorrência não precisa ser tão direta, pois é possível que ela inexista ou seja quase nula naquele mesmo perímetro de localização da sua loja. De qualquer forma, lembre-se que o mais importante é verificar as ações bem-sucedidas implantadas pelos líderes daquele segmento.

Embora as grandes organizações pareçam distantes, não se engane: elas são, sim, concorrentes. E em uma época marcada pela contínua evolução do e-commerce, a concorrência já deixou de ser meramente física há muito tempo. Assim, o olhar sobre as empresas que disputam os mesmos clientes deve seguir uma linha panorâmica.

Todos esses detalhes são importantes na hora de se definir os concorrentes e analisar os dados produzidos pelo benchmarking.

Determine quais serão os indicadores a serem observados

Basicamente, você pode efetuar o seu benchmarking a partir de uma planilha. O preenchimento dela deve ser feito com dados específicos de cada uma daquelas concorrentes definidas. Nesse momento, preocupe-se em escolher as métricas mais relevantes para o seu negócio.

Em se tratando das métricas de vendas, por exemplo, você pode voltar o olhar sobre o ticket médio, a taxa de conversão, as novas oportunidades de vendas geradas etc. A partir da observação desses dados, você terá uma visualização clara das ações efetivas realizadas pelas empresas analisadas.

A seleção e organização das métricas certas facilitam a interpretação dos dados, além de indicar alternativas que possam ser aplicadas no seu negócio.

Colete os dados que serão usados no benchmarking

A coleta dos dados das empresas concorrentes também é algo necessário a qualquer benchmarking. Anteriormente, essa era uma tarefa bem mais complicada. Felizmente, nós estamos na era da internet, que não para de desbravar novos horizontes. Então, você deve aproveitar todas as facilidades propiciadas pela rede mundial de computadores.

Ao contrário do que muita gente pensa, os tradicionais sites continuam, sim, indispensáveis. Porém, eles fazem companhia aos blogs e redes sociais. Basicamente, você precisa analisar as informações fornecidas por cada um desses canais de comunicação entre as empresas e o seu respectivo público.

Analise os resultados criteriosamente

Após todo o trabalho de definir as empresas concorrentes, selecionar as métricas a serem avaliadas e coletar os dados necessários, resta, enfim, analisar os resultados.

Note que essa avaliação deve ser minuciosa e extremamente comparativa. Cada análise deve seguir um grau comparativo com as ações desempenhadas pelo seu negócio. Nesse ponto, repare como algumas medidas são bem mais eficazes do que outras. Olhe para sua empresa e veja o que pode ser melhorado.

Saiba copiar as boas ações e refutar as ruins

Algo igualmente imprescindível em um bom benchmarking é saber separar as boas e as más ações. Além disso, é possível que uma medida seja útil para a concorrente, mas não gere os mesmos resultados no seu negócio. Não há razão para copiar uma ação simplesmente porque ela surtiu um bom efeito em outro lugar. Daí a importância das comparações e da adoção de uma linha de análise ponderada.

Com o benchmarking, você poderá redefinir o planejamento estratégico do seu negócio de uma forma bem mais eficaz. Afinal, ele será feito com base na observação de erros e acertos, devidamente somados às grandes experiências exibidas pela concorrência. Feito isso, o caminho para o sucesso estará liberado e a sua empresa estará pronta para brilhar.

Se você gostou das dicas, confira mais um de nossos posts e saiba como os cursos de empreendedorismo podem aprimorar a nossa capacidade de empreender. Boa leitura!

Publicada em 16/11/2018 - Fonte: Serasa Empreendedor
Gostou desse conteúdo?
Compartilhe: